Quatro pessoas morreram, e 14 ficaram feridas, oito delas com ferimentos graves, depois de uma violenta colisão entre uma Van e um carreta bi-trem carregada de milho. Duas das vítimas morreram prensadas entre as ferragens da Van placa NFZ-6639, cujo motorista Elias Delmiro Ramos, de 33 anos, também morreu no local.

O acidente, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF)aconteceu por volta das 19 horas de terça-feira na altura do quilômetro 595 da BR-070, a cerca de 120 quilômetros de Cuiabá.

Morreram no local do acidente, além do motorista da Van Elias Passos, o motorista da carreta bi-trem, placa HRO-6161, Pedro Luiz de Oliveira, de 59 anos; e dois dos 15 passageiros da Van, Cristina Fagundes Borges, de 44 anos, e Maria da Penha Oliveira Penha, de idade não fornecida.

Segundo informações da PRF, além de chover muito no momento do acidente, o motorista da Van, que trafegava no sentido Cuiabá-Cáceres, s teria tentado fazer uma ultrapassagem perigosa e irregular, quando se chocou de frente com a a carreata bi-trem que trafegava em sentido contrário.

Além das quatro pessoas mortas tragicamente, outras 14 pessoas estão hospitalizadas, oito delas em estado grave. Algumas vítimas passaram por cirurgia. No Pronto-Socorro de Municipal de Várzea Grande (PSM-VG), , estão internados: Odair dos Santos, Maicon Ferreira da Silva, de 17 anos; que é cunhado do Odair, Leda Maria de Arruda Carvalho, 31; o policial militar Silvanário de Almeida 33; Jânio, que foi identificado apenas pelo primeiro nome.

As outras vítimas estão no Hospital Regional de Cáceres (Oeste, a 220 quilômetros de Cuiabá). Uma delas é a Célia, Miriam Reis Luz, de 19 anos, que está junto com Geanderson Reis de Oliveira, de apenas três anos. O garoto é filho da também vítima identificada como Miriam; Sérgio Alves de Souza, 28; Marco Roberto Ferrari, Aline Alves, 14; Eder Santos, 19; Maria Antônia Almeida e Maria Serafim.

Segundo informações da PRF, os dois casos mais graves das vítimas que estão hospitalizadas em Cáceres, são do garotinho Geanderson, que sofreu um corte na cabeça, e Sérgio Alves de Souza, que teve ferimento graves em uma das pernas.

RODOVIA INTERDITADA

O acidente deixou a BR-070 interditada por mais de oito horas nos dois sentindos, com mais de dez quilômetros de engarrafamento entre as cidades de Cáceres e Várzea Grande desde às 19 de terça-fera, até por volta das 3h30 da madrugada de hoje.

Quem acompanhou a trajetória do acidente, inclusive alguns policiais, contaram que a colisão entre a carreta Scania carregada de milho e a Van foi uma das mais violentas nos últimos dez anos no trecho daquela rodovia.

Houve quem imaginou que todos os 15 ocupantes da Van havia morrido no local.
“Foi muito traumatizante a gente ver aquelas pessoas mortas e outras feridas espalhadas pelo chão, num mar de sangue, água da chuva e óleo espalhados pelo asfalto”, descreveu um policial civil que foi ao local.