Os caminhoneiros que ontem, 27, trafegaram pela BR-392, em direção ao porto do Rio Grande, tiveram a oportunidade de verificar suas condições de saúde e adquirir informações importantes para mantê-las ou melhorá-las. A concessionária da rodovia, no trecho entre Rio Grande e Pelotas, a Ecosul, promoveu, no Posto Buffon, localizado no quilômetro 10 da BR-392, a segunda etapa do projeto “Saúde na Estrada”, que ofereceu à categoria exames gratuitos e ações de conscientização. A ação foi desenvolvida das 10h às 16h e atendeu mais de 230 motoristas.

Entre os serviços oferecidos aos viajantes, estavam verificação da pressão arterial, e da taxa de glicose, realizados pela equipe médica da concessionária, Serviço Médico e Resgate (SMR), e pelos profissionais de Enfermagem do Hospital Escola FAU/UFPel, auxiliados pelo grupo do Laboratório BioCeleris. Também foram fornecidas informações sobre doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), pelo Gapa; medidas do índice de massa corporal (IMC), orientações dietéticas para hipercolesterolemia, obesidade, hipertensão e constipação, além de orientações para diabetes mellitus, pela equipe de Nutrição do Hospital Escola FAU/UFPel; e divulgação da Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (AAPECAN).

O Sest/Senat participou dando dicas de prevenção à saúde bucal. Milton César Peres da Silva, 38 anos, foi um dos caminhoneiros que aproveitou o projeto para dar um pouco de atenção à sua saúde. Contou que não costuma verificar o peso e nem a pressão, mas ontem resolveu dar uma conferida. Com a pressão estava tudo bem. O exame de glicose também teve resultado bom. Já o peso, se mostrou acima do indicado para ele. Silva está com 91 quilos, quando o ideal para ele seria 73. Teria que emagrecer, o que diz ser difícil porque falta tempo para fazer exercícios e reduzir a alimentação é mais complicado ainda.

Já Orlando Mascarenhas Wanzeller, 49 anos, foi surpreendido pela pressão arterial, que estava alta. Ele não costuma conferi-la com freqüência, mas nas poucas vezes em que verificou, estava bem. Mascarenhas foi orientado a procurar um médico para acompanhamento. Conforme Roberta Almeida, supervisora de Enfermagem do Serviço de Resgate da Ecosul, houve caminhoneiros que apresentaram pressão bem elevada. Nestes casos, a partir de contato feito com o médico da concessionária, eles foram medicados e aguardaram, no local, até a pressão estar normalizada. Depois foram liberados e orientados a procurar um médico para tratamento.

Cada motorista atendido também recebeu um kit com material informativo sobre tabagismo, Programa de Prevenção à violência, prevenção ao HIV/Aids, Campanha Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos, prevenção à hepatite, Banco de Olhos, entre outros, além de camisinha, um boné e um pacotinho de biscoitos. Nesta quinta-feira, 28, o projeto estará no Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) do Capão Seco, na BR 392, e amanhã, 29, no SAU do Retiro, na BR 116.