O promotor de Justiça Alexandre Magno Benites de Lacerda, de São Gabriel do Oeste, que passou pelo local da colisão na BR-163, na saída para Cuiabá, fez um alerta para que as pessoas evitem usar a rodovia porque o trânsito está perigoso e afirmou que acidentes como aquele poderiam ser evitados se a rodovia fosse duplicada.

“Não adianta falar de imprudência quando acontece uma colisão frontal em uma rodovia como aquela, que deveria ser duplicada”, afirmou.

Ele afirma que já fez solicitação ao Governo e a autoridades como o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) para viabilizarem as obras na rodovia. “Enquanto não duplicam, famílias inteiras ficam a mercê de acidentes como esse”, diz.

Na rodovia, a passagem de carros está liberada. Já os caminhões formam uma fila de 40 quilômetros, segundo Alexandre.

O promotor não acredita que a rodovia será liberada ainda hoje, apesar do acidente ter ocorrido no período da manhã.

A colisão envolvendo diversos veículos, inclusive dois caminhões, pdoe ter provocado a morte de sete pessoas, entre elas Ildo Miola e Jairzinho Trevizan.