Das 60 empresas que participaram da licitação para as obras de duplicação e de arte na BR-101, no trecho de Santa Catarina, sete apresentaram os menores preços, o que resultou numa redução média superior a 30% do orçamento de referência para esses trabalhos.

Foram apresentadas mais de 100 propostas, individualmente ou por consórcios. Segundo o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT), órgão responsável pela licitação, todas as propostas serão conferidas, para confirmar os vencedores da concorrência.

A empreitada será dividida em 14 lotes e o financiamento é do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A previsão é de que o DNIT oficialize o resultado em 50 ou 60 dias, com a publicação no Diário Oficial da União.

As obras irão de Florianópolis à divisa com o Rio Grande do Sul, entre os quilômetros 216,5 e 465, num total de 248,5 quilômetros. Dos 14 lotes, nove são de obras rodoviárias (pavimentação) e cinco de Obras de Artes Especiais. Estas serão construídas do Km 216 ao Km 271,7 e do Km 329 ao Km 411, cerca de 80 quilômetros do trecho catarinense da BR-101.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui