O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer anunciar, ainda esta semana, um pacote de obras de recuperação e duplicação de estradas no País. A medida faz parte da estratégia do governo de criar uma agenda positiva, que dilua as denúncias e depoimentos que envolvem o caso Waldomiro Diniz e que mostre que o governo não está paralisado.

O pacote inclui ainda medidas nas áreas de habitação, saúde e saneamento. Ontem, Lula reuniu-se com o ministro dos Transportes, Anderson Adauto, e toda diretoria do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit) para detalhar as medidas, que incluiriam a recuperação de estradas atingidas pelas chuvas e a duplicação da BR-101 Sul, em dois trechos, a partir de São Paulo e que vai até Osório, no Rio Grande do Sul. Participaram a reunião também os os ministros da Fazenda, Antonio Palocci; do Planejamento, Guido Mantega; e da Casa Civil, José Dirceu. As discussões vão continuar hoje.

“Precisamos recuperar as estradas atingidas pelas chuvas e ver o que podemos fazer mais dentro do que temos”, disse o diretor do DNIT, Ricardo Corrêa, que disse ter apresentado ao presidente as necessidades do departamento, maiores do que o que foi liberado no Orçamento. “Precisamos lançar coisas novas”, afirmou Corrêa. A licitação com investimento estrangeiro para a duplicação de um dos trechos da BR-101 Sul (Florianópolis-Osório) foi aberta na semana passada, com valor estimado de US$ 1,1 bilhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui