Obras dos novos trechos começarão este ano e devem ser concluídas até 2013Cinco convênios firmados esta semana pelo Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes – DNIT com o Governo do Piauí asseguram a implantação de 480 quilômetros de rodovias federais no estado. Os convênios, no valor total de R$ 498 milhões, foram publicados nesta quarta-feira (16/01) no Diário Oficial da União. Os novos trechos das rodovias BR-235, BR-222, BR-020 e BR-407 atingem várias regiões do estado e são considerados fundamentais para o seu desenvolvimento econômico.

São classificadas como prioritárias as obras de implantação de 15 quilômetros da BR-407, próximos à barragem Poço de Marruá. Construída no semi-árido piauiense, a 384 quilômetros de Teresina, a barragem vai garantir não apenas o abastecimento domiciliar como também dará suporte ao agro-negócio. Como o lago que se formará vai inundar dois quilômetros da BR-407, é necessário fazer o desvio de 15 quilômetros na pista.

Outra importante obra para o estado é a construção de 280 quilômetros da BR-235. Os novos trechos – 150 quilômetros e 130,2 quilômetros – atravessam o cerrado piauiense, dando suporte à agricultura e ao distrito mineral localizado entre Caracol, no Piauí, e Campo Alegre, na Bahia. Na região predomina a agricultura de soja, arroz, milho e algodão. O fertilizante fosfatado produzido no distrito mineral abastece não apenas o Piauí, como também Bahia e Maranhão.

A construção destes trechos da BR-235 vai reduzir de 420 para 150 quilômetros, a distância percorrida pelos veículos que trafegam na região. A BR-235 faz também a ligação do estado com Petrolina, em Pernambuco, maior pólo de agricultura irrigada do Nordeste. Serão beneficiados no Piauí, entre outros, os municípios Bom Jesus, Caracol, Santa Filomena e Guaíbas.

Na região Norte do Piauí serão implantados 130 quilômetros da BR-222. A rodovia vai ligar São Luís, no Maranhão, a Fortaleza, no Ceará, passando por Piripiri, no Piauí. O novo trecho da rodovia é fundamental não apenas para o turismo como também para transporte de cargas, uma vez que esta é uma região de grande produção de cana de açúcar.

Os 55 quilômetros que serão implantados na BR-020, por sua vez, praticamente concluem a travessia pelo Piauí, garantindo a ligação de Brasília até Fortaleza, no Ceará.

Os cinco convênios firmados pelo DNIT com o Governo do Piauí envolvem oito lotes de obras e têm vigência até o ano de 2013. A expectativa é de que todo o processo de licitação seja concluído até meados de março, com início das obras previsto para o final do primeiro semestre.