A cada 18 minutos uma pessoa morre nas estradas brasileiras. Por ano, são cerca de 30 mil mortos em acidentes de automóveis e mais de 350 mil feridos. Esses números colocam o Brasil no quarto lugar do ranking mundial de acidentes de trânsito, com um custo social estimado em R$ 10 bilhões por ano, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O total corresponde a mais de três vezes o que o Brasil investiu em Ciência e Tecnologia em 2001.

Pesquisa da Rede Sarah nos hospitais de Salvador e Brasília constatou que os acidentes de trânsito provocaram 38,5% das internações nas duas unidades, em 1999. Na avaliação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a falta de investimento na melhoria do trânsito e a imprudência de motoristas e pedestres são algumas das principais causas deste problema. O aumento significativo da frota de veículos, nos últimos dez anos, também contribui para esse quadro.

A proporção atual é 6,3 mortos para cada 10 mil veículos no país. Apesar de altos, esses índices diminuíram a partir dos anos 90, com a criação de novas regras. Segundo a assessoria do Denatran, em 1991 eram 11,3 vítimas fatais por cada 10 mil automóveis. Entre as medidas adotadas estão a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança, o controle eletrônico de velocidade e as campanhas educativas para o respeito às faixas de pedestres.

Todas essas ações vieram acompanhadas de um processo educativo. O uso da faixa de pedestres, por exemplo, só teve efeito nas cidades em que foram feitas amplas campanhas educativas. Pela própria falta de estrutura dos órgãos de trânsito brasileiros, a conscientização é, hoje, a principal aliada para a melhoria do trânsito. Com este objetivo o Denatran promove, a partir de hoje, a Semana Nacional de Trânsito, com o tema “Dê Preferência à Vida”. A campanha destacará os principais fatores de risco no trânsito, como consumo de álcool, excesso de velocidade, falta de uso do cinto de segurança, desatenção na travessia de pedestre e ultrapassagens perigosas em estradas, entre outros.

Até o dia 25, os órgãos integrantes do Sistema Nacional de Trânsito realização diversas atividades em todos os estados. Neste domingo (21), às 10h, milhares de balões brancos serão soltos no mesmo horário, em dezenas de cidades. Em Brasília, mais cedo, haverá uma caminhada no Parque da Cidade.

Praticamente todas as 27 mil escolas públicas do ensino médio, espalhadas pelo país, receberão murais com exposição de material educativo, produzido pelo Ministério de Educação. E durante esta semana, jogadores de futebol entrarão em campo, em alguns jogos do Campeonato Brasileiro, segurando uma com o tema da Semana do Trânsito. Oficinas, palestras e apresentações teatrais também fazem parte da programação nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui