A Secretaria Estadual de Infra-Estrutura (Sinfra) revogou a tomada de preços para contratação de empresa que faria faria estudos de viabilidade técnico-econômica e social para implantação do sistema de concessão de serviço público rodoviário, mediante cobrança de pedágio. O motivo divulgado no Diário Oficial foi por razões de interesse público e alteração do objeto, em conformidade com o artigo 49 da Lei 8.666/93.

Os estudos seriam realizados nas seguintes rodovias: MT-449, Lucas do Rio Verde – Groslândia – Tapurah; MT-242, Sorriso – Nova Ubiratã; MT-242, Sorriso – Ipiranga do Norte; MT-235, Nova Mutum – Santa Rita do Trivelato; MT-246, da BR-163 a Barra do Bugres; MT-407, Rodovia dos Imigrantes (Anel Rodoviário de Cuiabá); MT-343, Barra do Bugres-Assari; MT-358, Assari-Nova Olímpia; MT-358, Nova Olímpia-Tangará da Serra; MT-358, Tangará da Serra- BR-364.

As rodovia foram pavimentadas nas parcerias entre produtores e governo do Estado, desde 2003- mais de 1,3 mil quilômetros. Uma parcela dos que contribuíram financeiramente na pavimentação das rodovias propõe a isenção de pedágio de seus veículos. No aviso, a Sinfra não informa quando a licitação será retomada.