Ontem (09) foi iniciado o processo de liberação das obras no Trevo Cataratas, na BR-277, em Cascavel, mas o trânsito aparenta estar ainda mais complicado para quem passa pelo local. O Trevo Cataratas, entroncamento de três rodovias federais, é um local de movimento intenso e de alto índice de acidentes. O projeto que tenta melhorar o tráfego custou R$ 450 mil. Os motoristas não aprovaram as primeiras mudanças.

Cleberson Leite de Sousa reclama dos constantes congestionamentos. “Prefiro o trânsito de São Paulo do que este aqui, em São Paulo é complicado por que tem muito movimento, aqui a falta de planejamento é o problema”.

Carros aproveitam pequenas brechas para atravessar, mas para caminhões entrarem no trevo é mais difícil. Motoristas e passageiros devem conviver com esta situação pelo menos até outubro, data prevista para o fim das obras. Alguns chegam a ficar mais de 40 minutos para passar pelo trevo.

“Isto é uma vergonha, ninguém vê o sofrimento dos motoristas, estou a mais de 40 minutos para atravessar. Um viaduto tem que ser construído, colocaram umas tartarugas e mais nada”, relata um motorista.

Em alguns locais estão sendo abertas pistas duplas. A principal mudança deve ser feita nos próximos dias, quando serão instalados semáforos, que vão ser controlados com o uso de câmeras pela concessionária EcoCataratas, que administra o trecho.