Um novo tipo de equipamento para fiscalizar a frota de veículos do Estado – hoje em 1.065.439 veículos – vai ser implantado nas rodovias estaduais. Antenas vão fazer o monitoramento dos carros a partir de um chip – ou placa eletrônica – instalada no pára-brisa.

O Departamento de Trânsito (Detran-ES) já iniciou os estudos para mapear os locais onde vão ser instaladas as antenas, mas ainda não há prazo definido para que ele comece a funcionar.

´´A probabilidade é de que seja instalada uma antena, com grande alcance, por município, mas nada ainda está definido. Temos até 2010 para colocar o equipamento para funcionar´´, revela o gerente de operações do Detran, Carlos Roberto Rosa.

A nova tecnologia permitirá o armazenamento de informações como placa e chassi e poderá ser utilizada na identificação de veículos furtados, auxiliar nas cobranças e até ajudar na fiscalização eletrônica.

Com ela será possível, por exemplo, saber se o veículo está com o IPVA ou o licenciamento em atraso, as infrações que foram cometidas, a velocidade que trafega, em que área ele circula e em qual rodovia.
Todas as informações serão transmitidas por radiofreqüência para um central de processamento de dados, integradas ao Registro Nacional de Veículos (Renavam).

Ainda não está definido se o custo para a instalação do chip será do proprietário do veículo. ´´O Denatran ainda está avaliando se o chip será gratuito, ou não. Ainda não houve também a definição do tipo de equipamento que será utilizado nas rodovias´´, relatou o gerente do Detran.

Para as vias federais no estado não há previsão para a instalação do equipamento. ´´Aguardamos ainda orientações de Brasília´´, revelou o diretor do Departamento Nacional de Infra-Estrutura e Transportes (Dnit).

O novo tipo de monitoramento é uma exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que regulamentou a instalação do acessório em resolução publicada em novembro de 2006.

Foi concedido um prazo de 18 meses, que terminou em julho último, para que os Detrans de todo o país iniciassem a instalação do equipamento, que deverá ser concluída até novembro de 2010.