Enquanto o mercado de automóveis continua estagnado, as vendas de caminhões já superam a expectativa das montadoras para este início de ano. As vendas acumuladas em janeiro e fevereiro somaram 10.647 caminhões em todo o mercado brasileiro, o que representou crescimento de 8%.

“Estamos sem estoque”, comemora o diretor de vendas de veículos comerciais da DaimlerChrysler do Brasil, Gilson Mansur. A venda de modelos da marca Mercedes-Benz, fabricados pelo grupo, somou 2.030 unidades do total de 5.792 do mercado, o que garantiu à montadora uma fatia de 35%.

Segundo Mansur, os negócios no campo estão puxando as vendas de caminhões no Brasil. “Principalmente os grãos estão aquecendo a demanda do transporte de carga”, destaca o executivo.

Conforme o executivo, o início do ano mostrou a continuidade de uma tendência que começou no fim de 2003. “Vendemos muito já em dezembro”, afirma. “Mas a reação no comércio está mais demorada”, ressalva. Para ele, o mercado neste ano deverá chegar a 64 mil unidades. Em 2003, foram vendidos 62 mil caminhões no Brasil.

Na liderança do segmento de caminhões extrapesados, a Daimler decidiu, neste mês, mudar o visual da sua linha. “Foi um pedido dos camioneiros autônomos, que detectamos por meio de uma pesquisa”, explica Mansur. Segundo ele, o camioneiro autônomo tem com o visual do veículo a mesma relação do comprador de automóveis. A montadora fez mudanças externas e também no interior das cabinas. Toda a linha da marca, formada por cerca de trinta modelos básicos, nos segmentos de leves, médios, semipesados, pesados e extrapesados, recebeu novas faixas adesivas nas portas e no capô. A empresa mudou ainda a padronização de logotipos e grafismo e alterou até o tipo de tecido para modernizar o visual dos caminhões.

Além do mercado interno, o grupo DaimlerChrysler tem aumentando o faturamento com exportações. Somente no ano passado, as vendas ao exterior do grupo registraram crescimento próximo de 150%.

A operação brasileira foi escolhida pelo grupo para fornecer câmbios e motores para as fábricas de caminhões DaimlerChrysler nos Estados Unidos. O crescimento no ritmo de produção já levou a empresa a aumentar o quadro efetivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui