AUMENTO: ANTT propõe aumentar as tarifas de pedágio nas rodovias federais para compensar perdas das concessionárias. Foto: Aderlei de Souza

De acordo com a Agência, medida seria uma forma de recompor o contrato de concessão das rodovias federais por meio de um reajuste

Já não bastasse os constantes aumentos das tarifas de pedágio, agora, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) lançou a proposta de reajustar o pedágio das rodovias federais como forma de compensar a perdas das concessionárias devido à pandemia do coronavírus.

Essa proposta foi apresentada em reunião nessa segunda-feira (20), pela ANTT, durante reunião com o setor rodoviário. O texto ainda precisa ser votado pela diretoria do órgão para entrar em vigor. O impacto nas tarifas de pedágio será calculado caso a caso, a partir da fórmula geral que será publicada pela agência reguladora.

Ainda de acordo com a proposta, para calcular os efeitos da pandemia nas concessionárias, deverá ser considerada a diferença verificada entre o tráfego mensal projetado, quando a crise sanitária não estava no radar, e o tráfego real no período.

De acordo com a Agência, seria adotado como oscilação de tráfego decorrente da pandemia a variação acima e abaixo do desvio-padrão com nível de significância de 5%. Com o fim de mitigar o impacto para os motoristas, a ANTT poderá implementar a recomposição do equilíbrio de forma parcelada, ou seja, elaborar uma forma de diluir os aumentos tarifários.

Segundo a proposta, a ANTT poderia, a seu critério, implementar a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro de forma parcelada, de modo a mitigar oscilação tarifária significativa.

Conforme informou a Agência, o reequilíbrio extraordinário dos contratos quando um evento não previsto ocorre é um direito legal das concessionárias, reafirmado em parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) produzido no ano passado, quando o governo e as empresas concluíram que a pandemia iria afetar a receita prevista nos contratos.

Segundo a equipe técnica da ANTT, a variável teria um caráter muito heterogêneo, sendo difícil associá-la à pandemia, o que dificultaria a adoção de um parâmetro nos cálculos. É esperar para ver. Mas, infelizmente, a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco. Neste caso, os usuários.

24 COMENTÁRIOS

  1. Isso já virou palhaçada.
    O Brasil está parecendo terra de ninguém.
    Fazem o que bem quer.
    Ao invés de baixar o valor estão querendo subir.
    Não acredito nisso mesmo.
    O pobre cada vez mais pobre.
    O jeito é ficar em casa não usar rodoviária.

  2. Isso aí é uma forma de lavagem de dinheiro , porque os pedágios não emitem nota fiscal em vês de dar só um ticket ,isso eles não aprovam ,tem q quebrar tds os pedágios ,pagamos tantos empostos ,eu sou a favor de destruir tds eles.

  3. Por acaso nós motorista deixamos de pagar os pedágios durante a pandemia male má eles nos deram álcool em gel e marmitas isso deve ter ficado caro pra eles conta outra

  4. A ANTT tá fazendo a parte dela pra engordar mais ainda os cofres das concessionárias e quem vai pagar como sempre somos nós que já pagamos impostos de tudo que é jeito compulsório nos combustíveis IPVA e ainda pedágio pra andar nas rodovias construídas com nosso dinheiro, quem vai reparar nossas perdas o bando de fdp?

  5. Como assim cobrir perdas????
    As estradas estão lotadas, as rodovias já deveriam terem sido ampliadas, as despesas deles só caem.
    Arruma outra desculpa aí!!

  6. Bom dia.
    Bem antes da pandemia as rodovias já estavam um caos, teve casos de processo judicial, e redução de tarifas de pedágio por não fazerem as manutenções devidas. Agora querem usar a pandemia para aumentar a tarifa.
    Isso é uma vergonha se aprovarem esse aumento.
    Parem de saquear o bolso do brasileiro.

  7. E o povo é obrigado a pagar percas das concessionárias, nessa pandemia todo ramo perdeu e ninguém foi compensado pelo governo. Todo mundo tem que contar que pode ocorrer imprevistos…… Esse governo é pau mandado mesmo….

  8. Como é fácil aumentar , a empresa do meu tio está tendo prejuízo também, tem como reduzir impostos para compensar as perdas também…

  9. Absurda essa proposta. Todos foram prejudicados pela pandemia e que vai pagar o prejuízo (kkkk … tenho minhas dúvidas ) das concessionárias seremos nós os usuários das rodovias. Seria cômico se não fosse trágico.

  10. Será que a antt vai ter a mesma preocupação com a classe do caminhoneiro autônomo??fica a pergunta.. porque eles não fiscalizam a tabela de frete que é lei?? Resumindo entra governo sai governo e ninguém faz nada para ajudar a classe que está cada vez mais defazada.

  11. Saudações a todos, lamentavelmente ninguém pensa no transporte e sim no dinheiro, tem q tirar de algum lugar e o resto q se vire.
    Transporte do Brasil está falindo.
    Precisamos de autoridades q pense na classe mais humilde desse Brasil, se aumenta pedágio e combustível quem paga essa conta é a população.
    Temos que tirar esse reajuste do diesel q é feito pelo dólar ou coloca o salário mínimo reajustado pelo dólar.
    Pedágio tem que ser mudado p o transporte de cargas, hoje uma carreta c 6 eixos q tem uma placa no cavalo e outra placa na carreta paga por seis carros, onde teríamos q lutar p pagar somente as duas placas q seria dois carros. Com intuito de chegar p população a conta do mercado ( outros tbm) mais em conta.

  12. Temos que fazer e greve mesmo , aí quero ver quem vai trasporta as cargas, estou diguinado com está palhaçada

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui