A PRF não pêde multar entre 16 de agosto e 23 de dezembro de 2019

No início da quarentena percebemos que a queda na circulação de veículos e pessoas reduziria os acidentes, liberando leitos do setor de emergência dos hospitais, onde em média 40% da ocupação é utilizada para atender vítimas da violência no trânsito.

Em 2019 o seguro DPVAT pagou 40.721 indenizações por morte e 235.456 por invalidez permanente, o que deixa claro como a redução dos acidentes contribui para ampliar a capacidade de atendimento dos hospitais. Mas a questão é saber o que vai ocorrer após o isolamento em que vivemos devido ao Covid-19? Ouça o comentário do Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto e os dados de mortos e feridos no período da pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui