Entrou em funcionamento, na última quarta-feira, um sistema de detecção de veículos furtados, roubados ou, ainda, com problemas na Justiça.

No total foram instaladas 42 radares fixos nas rodovias que cortam o Estado de São Paulo, que fazem a identificação da irregularidade por meio de câmeras (que alcançam as letras e números das placas), em apenas quatro segundos.

Todas as placas fotografadas pelos radares ficarão registradas em arquivos do governo. Além dos radares fixos, outros 61 móveis, instalados em veículos da Polícia Militar Rodoviária, passarão a funcionar a partir de novembro. O custo do sistema é de R$ 11 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui