PREVENÇÃO: Agentes da PRF da Bahia impediram, na tarde dessa segunda (30), o suicídio de uma jovem de 21 anos às margens da BR-110, em Paulo Afonso (BA). Foto: Divulgação

Garota, de 21 anos, iria pular da ponte metálica D. Pedro I na divisa entre a Bahia e Alagoas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) impediu, na tarde dessa segunda-feira (30), uma jovem de 21 anos de cometer suicídio às margens da BR-110, em Paulo Afonso (BA), na divisa com o estado de Alagoas.

De acordo com a PRF, os policiais realizavam patrulhamento de rotina, quando avistaram a jovem caminhando às margens da via, visivelmente desorientada e cabisbaixa. A equipe passou a acompanhar os passos da moça, que seguiu em direção a cabeceira da ponte metálica D. Pedro I.

Ainda de acordo com a PRF, ao abordá-la a jovem revelou a intenção de cometer o suicídio, relatou que estava bastante deprimida e desanimada pela morte do irmão, que havia ‘tirado’ a vida há alguns meses, em Delmiro Gouveia (AL). A garota portava um cartão de saúde e disse aos agentes que está sendo atendida por um psicólogo da prefeitura local.

Após vários minutos de conversa com a jovem, os policiais conseguiram convencê-la a desistir da ideia de suicídio e a levaram com segurança de volta à residência de seus familiares, que ficaram extremamente gratos com a atitude da equipe de policiais e agradeceram os cuidados dispensados na condução do ocorrido.

OMS

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, 800 mil pessoas se suicidam por ano no mundo. No Brasil, 32 brasileiros se suicidam diariamente. Cerca de 96% dos suicídios registrados no mundo têm alguma relação com transtornos mentais.

Ainda de acordo com a OMS, o transtorno de humor, transtorno de substância, transtorno de personalidade e esquizofrenia estão entre as doenças mais comuns entre as vítimas de suicídio. O suicídio é a segunda causa de mortes entre jovens de 15 anos e 29 anos no mundo.

Isolamento, perda de interesse por atividades de que gostava, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite, são indícios marcantes de mudanças.

Setembro Amarelo

Iniciada em 2015, a campanha Setembro Amarelo é uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida, do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Psiquiatria, com o objetivo de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção.

Saiba mais sobre o assunto no link abaixo:

https://drive.google.com/file/d/16CsPfgwzDW-t2PLMeGi92p_e00GHwRk_/view

No link abaixo, do Ministério da Saúde, veja como agir:

http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/suicidio

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui