COLISÃO FRONTAL: Mais da metade das mortes ocorreram em colisões frontais (27,6%) ou em atropelamentos (26,7%). As principais causas dos acidentes fatais foram desobediência às normas de trânsito, falta de atenção à condução, velocidade incompatível. Foto: Divulgação

As notícias não são boas para a segurança viária. Depois da confirmação do aumento de mortos e feridos nas rodovias federais, após sete anos de queda, agora as indenizações pagas pelo DPVAT por morte aumentaram 6% em 2019 comparativamente a 2018. Foram registradas 40.721 indenizações por morte ano passado. Além disso, 228.102 pessoas receberam indenização por invalidez permanente. São quase 270 mil vítimas entre mortos e inválidos. Ouça o comentário do Coordenador do SOS Estrada, Rodolfo Rizzotto sobre os novos números da violência no trânsito brasileiro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui