CONTENÇÃO: Dnit executa obras de contenção no talude do Km 484, em Angra dos Reis (RJ), onde foi afetado pelas chuvas fortes em abril deste ano. No local, foi implantada a grama atirantada para conter erosão. Fotos: Divulgação

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), tráfego de veículos não foi interrompido

As obras no Km 484 da BR-101, em Angra dos Reis (RJ), no trecho afetado por chuvas intensas que ocorreram em abril, provocando deslizamentos de encostas e interdições parciais da pista, seguem no ritmo normal, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Ainda de acordo com o Dnit, durante todo o período dos serviços, as ações realizadas estão garantindo o tráfego no local. A região da Costa Verde, que é cortada pela BR 101/RJ/Sul, registrou, em abril de 2019, fortes chuvas fora do período habitual, que vai de novembro até o mês de março.

Conforme o Dnit, as chuvas intensas entre os dias 3 e 10 de abril ocasionaram a ruptura de uma antiga obra em concreto executada no km 484, em Angra dos Reis, o que levou à interrupção parcial da rodovia.

O DNIT vem executando a estabilização deste grande acidente geotécnico, que é o deslizamento de encosta, utilizando uma solução mista. Esta solução prevê obras de terraplenagem protegidas pela implantação de solo grampeado – uma técnica de melhoria de solos, que permite a contenção de encostas naturais e de corte, por meio da execução de chumbadores e drenagem. Também prevê a utilização de tela de arame de aço de alta resistência cobrindo a superfície da encosta e  pequenas estruturas de contenção.

ANTES: As fortes chuvas que caíram em abril deste ano deixou a encosta da BR-101/RJ, na altura do Km 484 erodida. Com isso, o Dnit iniciou de imediato os serviços no local, garantindo o tráfego.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui