A partir do dia 28 de fevereiro, entram em operação novos radares que, somados aos existentes, serão 51 pontos de fiscalização na BR-163. Foto: Divulgação

A partir do dia 28 deste mês a BR-163, no Mato Grosso do Sul, voltará a ser monitora por radares em 38 pontos ao longo da rodovia. Os equipamentos pertenciam ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e estavam desativados desde 2017.

Com isso, a rodovia passará a contar com 51 pontos de radar, somando-se os 13 pontos cuja operação iniciou-se em março do ano passado. As avaliações das imagens e as autuações serão realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com Luiz Fernando de Donno, gestor de Atendimento da concessionária responsável pela BR-163, as informações captadas pelos radares serão criptografadas e somente a autoridade policial terá acesso a elas.

“As imagens captadas pelos radares serão repassadas à PRF, que se encarregará de analisar os registros e decidir sobre as autuações. O montante referente às multas cobradas será recolhido ao Tesouro Nacional, sem qualquer participação da MS Via, que apenas opera o sistema”, explica o gestor.

Ainda segundo o gestor, o objetivo dos radares não é prejudicar as viagens dos usuários e sim garantir a segurança de quem trafega pela rodovia, fazendo respeitar os limites de velocidade. “Os limites de velocidade foram estabelecidos a partir de estudos técnicos e visam garantir a segurança dos usuários e não aumentar receita”.

Donno esclarece que o radar é uma das ferramentas para auxiliar na redução de acidentes, alertando o motorista para que não exceda o limite de velocidade da via.

Motorista, fique atento à localização dos 38 radares que começarão a operar na BR-163/MS e os locais dos 13 radares que já estavam operando desde março de 2018:

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui