Nova gestão do DNIT vai dar mais atenção à BR-163,no Pará. Foto: Divulgação/DNIT

Antônio Leite dos Santos Filho afirmou que uma das primeiras ações da nova gestão será percorrer a BR-163 para certificar o estado de escoamento da via

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, empossou, nesta terça-feira (15), a nova diretoria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT. O evento aconteceu no auditório da sede, em Brasília.

General de Reserva, Antônio Leite dos Santos Filho (quarto, da esq. para a dir.) , será o novo diretor-geral do DNIT. Posse aconteceu nesta terça-feira (15), em Brasília, com a presença do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Foto: Divulgação/DNIT

O novo diretor-geral será o general de Brigada, Antônio Leite dos Santos Filho; que terá como diretor executivo, André Kuhn, e como diretor de Infraestrutura Rodoviária, Euclides Bandeira de Souza Neto.

Já empossado, o diretor-geral comentou que sua nomeação foi uma das maiores emoções de sua vida. “Quando fui convidado pelo ministro Tarcísio Freitas tive um sentimento misto de orgulho e de desafio”, ressaltou. Antônio Leite Filho disse que terá como missão prioritária a visita à BR-163, no Pará, para saber o estado de conservação da rodovia.

“Teremos como foco particularmente os trechos ainda não pavimentados da rodovia, para que a safra do período flua até os portos de Miritituba e Santarém, inclusive, uma das primeiras ações dessa nova gestão será percorrer esse importante corredor logístico, certificando-nos de seu funcionamento e buscando aperfeiçoamentos para que as exportações e o escoamento de produtos encontrem o mínimo de obstáculos”, pontuou Antônio Leite.

A BR-163, no Pará, será nossa prioridade da nova gestão do DNIT”, disse o novo diretor-geral, Antônio Leite Filho. Foto: Divulgação/DNIT

O diretor garantiu a permanência de técnicos no quadro de colaboradores do DNIT. “Uma das diretrizes que pautaremos para o período em que estaremos à frente da instituição, será a valorização dos profissionais da casa. Vamos privilegiar os servidores do DNIT, pois essa instituição é formada por um invejável quadro de técnicos e eles merecem ser reconhecidos e valorizados”, afirmou.

Recursos escassos

Ter vontade não significa concretização. O atual cenário da autarquia, no que diz respeito aos recursos, não é dos mais favoráveis. Antônio Leite Filho, em seu discurso, disse que o volume de recursos alocados para 2019 e 2020 não permitirá ao DNIT alcançar grandes metas na ampliação da rede por insuficiência de verba.

“Nosso foco será em manter as condições de uso da malha já existente, dar adequada solução às obras paralisadas e buscar melhores alternativas no planejamento dos trabalhos. A previsão orçamentária do DNIT para este ano está muito aquém das necessidades”, pontuou o diretor-geral.

Já o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, falou sobre a valorização dos servidores e o atendimento às demandas da sociedade. “Tenho muito carinho por esta casa, na qual aprendi muito e amadureci, e serei sempre grato a esta, que é a maior casa de engenharia do Brasil”.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui