A obra de pavimentação dos 136 quilômetros de extensão da BR-235 beneficia diretamente os moradores dos município do interior da Bahia, onde o asfalto já é realidade. O trecho que liga Uauá ao distrito de Pinhões, e o que vai de Pinhões até Juazeiro, contam com 49 quilômetros asfaltados, ou em fase de imprimação – capa selante de preparação para o asfalto.

Executada pelo DNIT desde o primeiro semestre de 2014, a implantação e pavimentação da BR-235 representa um investimento na ordem de R$ 420 milhões. A obra facilitará o acesso e a integração do litoral sergipano a regiões densamente povoadas do interior do norte-nordeste brasileiro, a exemplo do pólo de Juazeiro-Petrolina.
Os trabalhos na via estão divididos em dois lotes de obras. Com 51 quilômetros de extensão, o Lote 4 já tem cerca de 30 quilômetros asfaltados. Quem mora no povoado de Caldeirão da Serra já consegue chegar até Uauá em apenas 20 minutos. Antes, era gasto o dobro do tempo. A economia no deslocamento se deve a aplicação de quase 18 km de asfalto na pista entre a comunidade e o município.
Dos 75 quilômetros de estrada no Lote 5, 19 estão asfaltados, como, por exemplo, mais de 8 quilômetros entre a Agrovale e o povoado Coroa do Frade. Outros 32 quilômetros entre o distrito de Pinhões, passando pelo povoado Rocinha, até chegar a Comunidade do Juá estão em fase de terraplanagem.
Quem passar pelos dois lotes, deve redobrar atenção com o excesso de velocidade e poeira, além de respeitar a sinalização da rodovia. Quem tiver dúvida ou sugestão sobre a BR-235/BA, pode ligar para o 0800 6420 235 ou registrar através do e-mail ouvidoria@br235.com.br.
Toda obra é executada com supervisão e acompanhamento da Gestão Ambiental, executada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), por meio de termo de cooperação firmado com DNIT.
Fonte: Ascom/DNIT

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui