De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), rodovia é importante corredor para escoamento da safra e indústria de papel e celulose

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) liberou ao tráfego, nessa semana, mais 15 quilômetros das obras de restauração e de manutenção da BR-262, em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Autarquia, somente neste ano já foram executados 30,29 quilômetros de serviços, garantindo mais conforto e segurança aos usuários da rodovia.

Ainda de acordo com o Dnit, o contrato firmado em 2017 compreende o trecho da BR-262 localizado desde a capital do estado, Campo Grande (Km 326), até o entroncamento para Ribas do Rio Pardo (Km 189), totalizando cerca de 140 quilômetros de serviços. “Os trabalhos em execução promovem a restauração funcional da rodovia, com intervenções no pavimento da pista e acostamentos, além da recuperação da sinalização horizontal”, destacou o diretor-geral do Dnit, general Antônio Leite dos Santos Filho.

Até 2019, foram executados 85 quilômetros de restauração e manutenção. A meta da Autarquia é completar os 25 quilômetros restantes nesse mês de junho, entregando aos usuários o trecho de 140 quilômetros totalmente restaurado e sinalizado.

A BR 262 é uma das principais ligações do estado ao Sudeste do país, sendo um importante corredor de escoamento da safra e para a logística de transporte das empresas de papel e celulose que se instalaram na região. A rodovia também garante a ligação ao coração do Pantanal sul-mato-grossense, passando pelas cidades de Anastácio e Miranda, até Corumbá.

Fonte: Assessoria de imprensa do Dnit

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui