Apesar da soma dos prejuízos identificados nos estudos divulgados este ano sobre o impacto na economia decorrente dos acidentes de trânsito estar próximo dos R$ 200 bilhões (Escola Nacional de Seguros e Observatório Nacional de Segurança Viária), o que permitiria construir mais de 50 mil postos de saúde, ou seja praticamente 10 por município do país, a sociedade brasileira parece insensível ao tema. Ouça o comentário do Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, sobre o tema, intitulado: “Nos preocupamos mais com os motores do que com a alma humana”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui