O Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, alerta que não adianta fazermos operações de saúde nas estradas e constatarmos que os caminhoneiros estão em frangalhos, como bombas prestes a explodir, matando e morrendo. É fundamental mudar as condições desses profissionais. Ouça o comentário clicando aqui 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui