INÉDITO: Eixo SP assume o lote PiPa e implanta pagamento de pedági ocom cartão pré-pago para carros e motocicletas. Foto: Divulgação/Ilustrativa

Sistema inédito no Brasil, começa a valer para motocicletas e veículos de passeio em pistas de cobrança semiautomáticas nas cinco praças sob o controle da concessionária

A Eixo SP Concessionária de Rodovias inicia a operação com novidades no trecho que vai de Rio Claro a Bauru, no Estado de São Paulo. As cinco praças de pedágio em operação, nas rodovias Washington Luís (SP-310) e Engenheiro Paulo Nilo Romano (SP-225), contam com a modalidade de pagamento semiautomático.

Para optar por esta comodidade, basta fazer um cadastro com informações pessoais nos postos de venda e efetuar a primeira recarga no valor de R$20, que dá direito ao cartão equipado com chip para pagamento de tarifa. As cabines de cobrança manual terão um dispositivo para leitura do cartão.

Os postos para aquisição do cartão pré-pago da Eixo SP são as praças de pedágio de Rio Claro, sentido norte; Itirapina, sentido sul e de Brotas, sentido leste. As recargas também poderão ser feitas nestes locais.

As tarifas pelo sistema de pagamento automático através de tags ou etiquetas, terão desconto de 5% sobre a redução da tarifa quilométrica nas praças de pedágio de Rio Claro e Itirapina, na SP-310; e de Brotas, Dois Córregos e Jaú, na SP-225, que ficou 9% menor em relação à praticada no contrato anterior desse trecho.

Motocicletas começam a pagar

A cobrança de motocicletas terá início, a partir desta quinta-feira, nas praças do trecho que vai de São Carlos a Cordeirópolis e de Itirapina a Jaú e estava prevista nos contratos de concessões da nova fase do programa paulista.

De acordo com a Artesp, o valor equivale à metade do que é cobrado para veículos de passeio, que tiveram 9% de desconto na tarifa quilométrica em relação ao valor praticado até esta quarta-feira (3).

Sobre a Eixo SP

A Eixo SP Concessionária de Rodovias passa a administrar, a partir desta quinta-feira (4), o lote PiPa (Piracicaba-Panorama), que conta com uma malha de 1.273 quilômetros de extensão, passando por 62 municípios da região de Rio Claro, no centro do Estado, até Panorama, no extremo oeste, na divisa com o Estado do Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), esse é o maior contrato de Parceria Público-Privada e terá investimentos na ordem de R$14 bilhões em obras de ampliação, conservação, além da modernização de serviços ao usuário. Informações:  0800 17 8998.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui