Agentes da barreira fiscal e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) montaram uma operação na BR-101. A ação começou ONTEM, segunda-feira (12) e segue até a próxima sexta-feira (16). O objetivo é coibir a prática ilegal de caminhoneiros nas praças de pedágio. Geralmente, eles passam em alta velocidade, quebram a cancela, tudo para não pagar a tarifa.

De acordo com a concessionária que administra a via no Norte Fluminense, pelo menos 60 caminhoneiros, por dia, deixam de pagar o pedágio do quilômetro 40 da BR-101, que fica na altura de Campos dos Goytacazes.
Fiscais da concessionária gravaram o momento em que um grupo de caminhoneiros que segue em comboio passa sem pagar. A multa para quem for flagrado furando o pedágio é de R$ 127 e o condutor perde 5 pontos na carteira de motorista. Porém, apenas a Polícia Rodoviária Federal pode aplicar a penalidade. Por isso, está sendo feita a identificação desses motoristas por meio de fotos e, com a imagem, uma cobrança judicial poderá ser feita.

Durante a operação, fiscais da ANTT ficaram de plantão na base da barreira fiscal. Segundo um dos fiscais da ANTT, Márcio Carnecali, os caminhoneiros precisam utilizar o “vale pedágio”. O vale precisa ser fornecido pela transportadora e é exigido por lei. A falta dele é um dos motivos apontados para os motoristas não pararem no pedágio. Multa para o contratante que não oferecer o “vale pedágio” é de R$ 550 reais.

Fonte: G1

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui