SEGURANÇA: O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) assinou nessa terça-feira (24), Ordem de Serviço (OS) para a construção da Trincheira da Ladeira do Uruguai no Piauí. Fotos: Divulgação/Dnit

Ordem de Serviço (OS) para o início da obra foi assinada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), nessa terça-feira (24); intersecção fica na BR-343 com Av. João XXIII, em Teresina (PI)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) assinou nessa terça-feira (24), Ordem de Serviço (OS) para a construção da Trincheira da Ladeira do Uruguai no Piauí.

Segundo o Dnit, a Intersecção fica na BR-343 com a Avenida João XXIII na Travessia Urbana de Teresina (PI). O custo total estimado da construção da Trincheira é de aproximadamente R$ 38 milhões.

Ainda de acordo com a Autarquia, o objetivo da obra neste segmento é melhorar as condições de segurança e trafegabilidade da via, proporcionando soluções aos problemas existentes, dando maior fluidez ao tráfego e reduzindo os acidentes no local.

A intersecção da rodovia BR-343 é utilizada também por moradores da área e encontra-se em franca expansão imobiliária, aumentando a cada dia o fluxo de veículos, atualmente com Volume Médio Diário (VDM) de 22 mil veículos/dia, se constituindo em um ponto crítico da rodovia. A situação se agrava em feriados e período de férias escolares, chegando a causar engarrafamentos quilométricos no trânsito local e acidentes.

Importância

A rodovia BR-343 é uma importante rodovia diagonal federal localizada no estado do Piauí, com extensão total de 737,9 quilômetros, iniciando em Luís Correia, passando por ParnaíbaI, Piripiri, Floriano, Campo Maior e terminando em Bertolínia. Contribuindo para o desenvolvimento do Estado, a rodovia liga a capital (Teresina) ao litoral, além de interligar o Piauí ao Ceará, no entroncamento com a BR-222.

Está totalmente pavimentada, sendo a maior parte de sua extensão em pista simples. Possui também segmentos em pista dupla. Parte do trecho entre os municípios de Altos e Teresina, no Piauí, encontram-se em obras de duplicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui