MÁQUINAS NA PISTA: Daer iniciou a recuperação da RSC-377 nessa semana, entre Capão do Cipó e Santa Tecla, no interior de Tupanciretã. Foto: Divulgação

Obras atenderão pontos críticos nos 50 km entre Capão do Cipó e Tupanciretã

Começou nesta segunda-feira (19) a recuperação da RSC-377 entre o município de Capão do Cipó e a localidade de Santa Tecla, no interior de Tupanciretã. Os serviços integram o Plano de Obras 2019 do governo do Estado e são executados pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem – autarquia vinculada à Secretaria de Logística e Transportes.

Duas frentes de obras atuam na restauração do pavimento nos pontos críticos do trecho de 50 km. As intervenções mais complexas devem abranger sete quilômetros e incluem a retirada e substituição da base danificada, além da implantação de revestimento de asfalto quente. Nos demais segmentos, serão realizadas ações de tapa-buraco.

Para os trabalhos, serão investidos R$ 3,6 milhões do Tesouro do Estado. “Seguimos a orientação do governador Eduardo Leite e, em conjunto com a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e o DAER, conseguimos disponibilizar as verbas para devolver as condições de trafegabilidade dessa importante rodovia”, ressalta o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella. “A recuperação da RSC-377 vai impulsionar o escoamento dessa região que é destaque na produção agrícola, sobretudo de grãos.”

O diretor-geral do DAER explica que os recursos estão sendo empregados nos trechos que necessitavam de intervenções mais urgentes “A rodovia demandava serviços de recuperação e com a disponibilização dos recursos, o DAER  imediatamente acionou a empresa responsável pelo contrato de conserva e deu ordem de início”.

Mobilização regional

As condições da RSC-377 também foram tema de uma audiência nesta segunda-feira, na Secretaria de Logística e Transportes, em Porto Alegre. Uma comitiva formada por deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias da Região Central foi recebida pelo secretário Costella, que falou sobre o andamento dos serviços de recuperação da via.

“Iniciamos a obra por Santa Tecla, onde constatamos a necessidade mais urgente de intervenção”, detalhou Costella. “A reivindicação da comunidade é legítima. Por isso, sabemos da necessidade de dar a segurança necessária aos usuários dessa estrada.”

O diretor de Infraestrutura Rodoviária do DAER, Luciano Faustino, explicou que as intervenções nos pontos críticos darão maior durabilidade à rodovia. “Avaliamos as soluções técnicas que darão maior resistência ao pavimento restaurado”, enfatizou. “Montamos um cronograma de forma que os recursos sejam aplicados na totalidade e de forma eficiente.”

Mais de quarenta pessoas participaram da reunião. Entre elas, os deputados federais Jerônimo Goergen, Pedro Westphalen e Pompeo de Mattos; os deputados estaduais Eduardo Loureiro, Gerson Burmann, Ernani Polo, Zilá Breitenbach e Edegar Pretto; os prefeitos de Tupanciretã, Carlos Augusto Brum de Souza, de Jóia, Adriano Marangon de Lima, de Capão do Cipó, Osvaldo Froner, e de Jaguari, Roberto Turchiello; além de outras lideranças políticas, produtores rurais e empresários.

Plano de Obras 2019

A recuperação da RSC-377 integra as ações do Plano de Obras 2019, anunciado em junho pelo governador Eduardo Leite. O pacote de investimentos nas rodovias estaduais soma R$ 301 milhões.

A maior parte dos recursos, R$ 170 milhões, é oriunda do Tesouro do Estado e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide). O montante será usado para a recuperação de estradas e conclusão de ligações asfálticas, pontes e convênios municipais nas 17 superintendências regionais do DAER. Outros R$ 131 milhões, financiados pelo BNDES, serão utilizados para finalizar a duplicação da ERS-118, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui