A Coordenação-Geral de Meio Ambiente do DNIT realiza nesta quarta-feira (16), o 2º Seminário de Avaliação e Projeções do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas MBYá-Guarani, no âmbito das obras de duplicação da BR-116/RS.

O Programa faz parte de um dos compromissos assumidos pelo DNIT no processo de licenciamento ambiental do empreendimento. Ele foi elaborado após avaliação dos impactos da duplicação sobre as comunidades indígenas presentes nas áreas de influência, sendo constituído por um conjunto de medidas mitigadoras e compensatórias.

As medidas sob responsabilidade do DNIT e executadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária – FAPEU contemplam hoje um total de 11 comunidades indígenas situadas no trecho entre Guaíba e Pelotas.

O Seminário tem o objetivo de apresentar os resultados de três anos de execução do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas MBYá-Guarani e as perspectivas de ação para o ano de 2016. É também uma oportunidade para debater perspectivas e abordagens do DNIT na execução de programas desta natureza.

Os servidores do DNIT estão convidados a participar do evento, que será aberto pelo diretor de Planejamento e Pesquisa, Adailton Dias, e pela coordenadora-Geral de Meio Ambiente, Yonara Lôbo, no mini-auditório do DNIT Sede.

Serviço:

SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO E PROJEÇÕES DO PROGRAMA DE APOIO ÀS COMUNIDADES INDÍGENAS MBYÁ-GUARANI

Data: 16 de Dezembro de 2015

Local: Mini-auditório do DNIT-Sede (3º andar)

Horário:

15h – Abertura

Adailton Cardoso Dias – Diretor de Planejamento e Pesquisa
Yonara Patrícia Prado Lôbo – Coordenadora-Geral de Meio Ambiente

15h45 – Palestras

Hiratan Pinheiro da Silva – Superintendente Regional do DNIT/RS
Juliana Sarti Roscoe – Coordenadora do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas MBYá-Guarani/FAPEU.

17h30 – Debate

Fonte: DNIT

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui