DUPLICAÇÃO: Dnit entregou em 2019, mais 31 quilômetros de duplicação da Rodovia BR-101, entre São Miguel dos Campos e Teotônio Vilela, em Alagoas. Fotos: Divulgação

De acordo com o órgão, 2019 teve bons resultados na conservação das rodovias federais

No ano de 2019, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) entregou à sociedade mais 31 quilômetros de duplicação na BR-101, no trecho que liga os municípios de São Miguel dos Campos e Teotônio Vilela, no estado de Alagoas.

De acordo com o Dnit, uma entrega extremamente importante para o estado e para toda a Região Nordeste, uma vez que essa rodovia é um dos principais corredores logísticos do país. Além desse trecho concluído, a autarquia segue a todo vapor com obras de duplicação em mais 47 km da BR-101, agora para ligar o município do Pilar à São Miguel dos Campos.

Ainda de acordo com o Dnit, em 2019, também conseguiu realizar a licitação que vai pavimentar e melhorar o traçado da rodovia BR-416, na Serra da Catita, entre os municípios de Colônia Leopoldina e Ibateguara, último trecho não pavimentado da malha federal em Alagoas.

Segundo o órgão, o investimento chegará a 83 milhões e contemplará 27 km da rodovia. Com esse contrato, o Dnit faz virar realidade um sonho de muitos usuários que, por anos, precisaram subir e descer a serra em uma estrada sem pavimentação.

Manutenção Rodoviária

Em Alagoas, o ano de 2019 trouxe grandes resultados na área da manutenção das rodovias federais. 100% da malha rodoviária está coberta por contratos de manutenção dos programas PATO e CREMA. Através do programa CREMA, o Dnit realizou a restauração de cerca de 27 km nas rodovias BR-104 e BR-316, na região metropolitana de Maceió, 30 km na rodovia BR-416 e 6 km na rodovia BR-424.

Na BR-101, rodovia de maior tráfego comercial, mesmo com trechos em obras de duplicação, foram executados também serviços de manutenção nos 248 km de sua extensão, inclusive com trechos restaurados.

Outra ação importante do Dnit foi a contratação do Programa de Manutenção e Reabilitação de Estruturas (PROARTE). Um total de 109 Obras de Arte Especiais (OAEs) foram contempladas, divididas em dois lotes. Os contratos cobrem todas as OAEs na malha federal em Alagoas, com investimento na ordem 7,8 milhões.

De acordo com o órgão, foi um ano de resultados positivos, com excelente desempenho apontado também pela pesquisa das condições das rodovias realizada pela Confederação Nacional do Transporte, em que a malha federal de Alagoas foi apontada como a melhor do país.

CREMA: Trecho da BR-416 também recebeu melhorias em 30 quilômetros, por meio do Programa CREMA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui