O Governo do Estado e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vão trabalhar em parceria para acelerar a construção do Contorno Norte de Curitiba. Em reunião com o presidente da ANTT, Ivo Borges de Lima, o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, disse que o Estado vai ajudar tecnicamente o governo federal e a concessionária Autopista Régis Bittencourt, que tem a concessão da BR-116 entre Curitiba e São Paulo.

“Na reunião, ficou acordado que o Governo do Estado vai dar apoio técnico e ajudar na consulta popular, para que a concessionária possa investir R$ 150 milhões nesta obra, que vai fechar o contorno rodoviário em volta de Curitiba, melhorando a ligação entre os municípios”, disse Richa Filho.

Para agilizar o processo, o governo estadual – por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) e Secretaria de Infraestrutura – vai dar suporte para a realização de audiência públicas, antecipar conversas com órgãos ambientais e também trazer o Ministério Público para as discussões. “O governo quer antecipar algumas tarefas programadas, antes da autorização da ANTT e Ibama, para fazer com que a obra seja executada ainda neste ano”, disse Richa Filho.

O contorno terá 11,6 quilômetros, ligando Colombo (pela Rodovia da Uva) a Pinhais (pela BR-116). A nova rodovia vai substituir a atual estrada, com a criação de marginais e construção de trincheiras, desafogando pontos de congestionamento perto dos municípios de Colombo e Pinhais.

A Comec já formalizou protocolo de intenções com a Autopista para execução do projeto. O contorno será duplicado. A previsão é de que as obras comecem este ano e sejam finalizadas até o final do ano que vem. A Autopista também deve executar obras de melhoria no acesso norte de Curitiba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui