DE OLHO NA VELOCIDADE: Radares instalados ao longo das SPs 330, 333 e 322 cuidam da segurança dos usuários que trafegam diriamente por essas vias, nas regiões de Ribeirão Preto e Marília, no interior paulista. Foto: Divulgação

Atualmente, concessionária responsável pela via, mantém 34 radares localizados em estradas das regiões de Ribeirão Preto e Marília

A concessionária responsável pela rodovia SP-333 aumentou a fiscalização da velocidade com a implantação de radares eletrônicos ao longo da estrada. Segundo a empresa, a malha rodoviária da região de Ribeirão Preto possui 12 equipamentos, que foram mantidos da antiga concessionária.

Ainda de acordo com a concessionária, cinco aparelhos estão na SP-330 (Via Anhanguera); seis na SP-322, entre os kms 310 e 337 (Rodovias Prefeito Antônio Duarte Nogueira e Attílio Balbo) e um radar na SPA 325/322 (Avenida Bandeirantes).

Já na região de Marília estão instalados 22 radares fixos para controle de velocidade, sendo que 18 deles estão distribuídos ao longo da SP-333 e quatro na SP-294, do km 451,70 ao 455,50.

Os motoristas devem observar as velocidades indicadas nas sinalizações existentes, que variam de acordo com o tipo de veículo e localização. Todos os pontos de radares estão devidamente sinalizados com placas instaladas em distâncias que seguem resoluções de trânsito.

Estudos

Segundo a concessionária, antes da implantação de radares, medida que só ocorre após aprovação da Artesp, são feitos diferentes estudos a fim de mapear os pontos das rodovias com maior incidência de acidentes e a média de velocidade registrada nesses locais.

O gestor de segurança viária da concessionária, Fábio Ortega, reforça que o controle de velocidade é um item essencial na prevenção de acidentes. “A implantação desses equipamentos é uma iniciativa importante para reduzir os acidentes e, consequentemente, preservar vidas. Soma-se a outras medidas que a empresa desenvolve, com foco na conscientização e educação no trânsito”, afirma.

A empresa deverá instalar mais 30 novos radares, que substituirão os 12 radares atuais nas estradas da região de Ribeirão Preto. Foram enviados estudos técnicos para avaliação da Artesp, e só após aprovação os equipamentos deverão ser implantados. 

As concessionárias de rodovias não têm poder de polícia, de fiscalizar e tampouco de aplicar multas. Os pontos onde são instalados radares e a gestão dos dados e de multas são atribuições do Poder Público por meio do DER – Departamento de Estradas de Rodagem e da Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Veja como identificar os radares fixos

Os radares de velocidade são câmeras instaladas em postes que têm, em média, três metros de altura. “Os motoristas não devem confundir os radares de velocidade com os postes do sistema Wi-fi, que têm 15 metros de altura e possuem placas solares no topo do poste”, explica Ortega.

A instalação do sistema Wi-Fi nas rodovias administradas pela Entrevias está em execução, conforme previsto no contrato de concessão. Estão previstos mais de 500 pontos/postes de acesso que permitirão o contato direto por meio de aplicativo para dispositivos móveis, entre usuários de rodovias e o Centro de Controle Operacional (CCO). Essa conexão permitirá aos usuários realizar solicitações de emergência e receber informações sobre o tráfego e obras.

Veja abaixo os locais onde estão os radares fixos:

RIBEIRÃO PRETO: Locais onde estão instalados os radares fixos na região de Ribeirão Preto.

 

MARÍLIA: locais onde estão os radares na região de Marília

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui