A Buonny, empresa especializada no gerenciamento de risco do transporte de cargas, resolveu entrar no mercado dos exames toxicológicos de larga janela, obrigatórios desde 02 de março deste ano, em função da Lei 13.103/15.

Esses exames permitem detectar, através da simples coleta de cabelo ou pelos, quem é usuário regular de drogas analisando os 90 dias anteriores a coleta.

Segundo o Diretor Jurídico da Buonny, Luís Soares, a empresa detectou que os motoristas profissionais são muito pouco assistidos em termos de saúde e vem se preocupando com o tema. “Os caminhoneiros  são carentes de serviços de saúde, a maioria não tem plano de saúde, as famílias ficam desamparadas na ausência deles e são raros os programas de saúde nas transportadoras.”

Segundo Soares, como o grupo já estava investindo em Medicina do Trabalho, resolveu entrar no mercado de exames toxicológicos. Para isso criou a divisão Buonny Labs, em parceria com um dos laboratórios credenciados pelo Denatran.

O foco é atender dois públicos, as transportadoras que precisam fazer o exame na admissão e no desligamento do motorista e os caminhoneiros autônomos. Para conquistar clientes, a Buonny oferece  o exame por R$ 299,00 com a possibilidade de parcelar no cartão de crédito.

Na avaliação de Soares os exames podem contribuir para a redução de acidentes e melhores condições de saúde dos motoristas.

Conheça mais do grupo no www.buonny.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui