Foi publicado hoje, no Diário Oficial da União, a Portaria Nº 188 da ANTT- Agência Nacional de Transportes Terrestres aprovando o patrocínio pela distribuidora Ipiranga do projeto “Estrada Sustentável” da NovaDutra. O projeto, lançado em 2012 na Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável) tem o objetivo de transformar a Rodovia Presidente Dutra em referência no desenvolvimento sustentável, por meio de iniciativas que incentivem a preservação do meio ambiental. Entretanto, a fama da concessionária do grupo CCR não é das melhores entre os ambientalistas do Vale do Paraíba.  Afinal, a iniciativa chegou anos  depois da concessionária ter cortado todas as árvores que tinham no chamado retão de Resende, que formavam um túnel . num corredor de árvores, sendo considerado um dos trechos mais bonitos de rodovia no país. Muitos ambientalistas batizaram a iniciativa da concessionária na época de “ARVORICÍDIO”, numa alusão ao genocídio.

Árvores do retão de Resende

 

Num artigo publicado em 2004  pela organização O Eco  intitulado “Marcadas para morrer” ( http://www.oeco.org.br/reportagens/828-oeco_10355 ), o ambientalista Francisco Noel, colocava em dúvida os verdadeiros motivos do corte: ”  Desconfia-se, na verdade, que a única razão para derrubar as árvores é que passá-las pela moto-serra é infinitamente mais barato do que instalar guard-rails, ter um sistema de monitoramento do clima e turmas preparadas para retirar rapidamente troncos que desabem sobre a pista. Certamente não é a melhor decisão para a segurança e nem para o meio ambiente, mas ajuda a adubar o fluxo de caixa e a rentabilidade da Nova Dutra.”

Quando os cortes começaram, no final da década passada, ocorreram várias manifestações contra o corte nas cidades do Vale do Paraíba, apesar disso, a NOVADUTRA conseguiu autorização do IBAMA e da ANTT para realizar o corte, sob a justificativa de que as árvores colocavam em risco a segurança dos usuários, o que foi contestado em inúmeras manifestações. Atualmente a sensação de quem passa no trecho é que está passando por um deserto de árvores. A paisagem ficou monótona e tirou um dos poucos trechos de visual agradável e relaxante da rodovia.

Apreciadores das árvores da Dutra fazem uma oração depois do corte

Veja a portaria da ANTT que autoriza o patrocínio:

SUPERINTENDÊNCIA DE EXPLORAÇÃO DE INFRAESTRUTURA RODOVIÁRIA

PORTARIA No – 188, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013
O Superintendente de Exploração da Infraestrutura Rodo- viária, da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, no uso de suas atribuições e em conformidade com a Deliberação n.º 157/10,
de 12 de maio de 2010, fundamentada no que consta do Processo n.º 50500.171080/2013-47, resolve:
Art. 1º Aprovar o Contrato de Patrocínio a ser firmado entre a NovaDutra – Concessionária da Rodovia Presidente Dutra S/A e a Ipiranga Produtos de Petróleo S/A, visando ao patrocínio do Projeto
Estrada Sustentável, nos termos previstos na Resolução ANTT n.º 2.552/2008, de 14 de fevereiro de 2008.
Art. 2º O Contrato de Patrocínio aprovado gerará receita extraordinária para a NovaDutra no valor de R$ 100.00,00 (cem mil reais), a ser auferida no ano de 2013. Art. 10. Esta Portaria entra em vigor na data de sua pu- blicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui