INDENIZAÇÃO:A Viação Cometa foi condenada pelo Tribunal de Justiça de SP a pagar uma indenização de R$ 300 mil por danos morais - e como forma de disciplina - a dois jovens que tiveram seu pai morto após atropelamento, depois que foi abandonado pelo motorista no meio da viagem, na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348). A decisão foi publicada nesta quarta-feira (10). Foto: Aderlei de Souza/Ilustrativa

De acordo com a decisão, motorista da Cometa atendeu ao pedido de um PM, que se irritou com a conversa do homem e pediu para deixá-lo na rodovia. Ele foi deixado e morreu atropelado

A Viação Cometa foi condenada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) a pagar uma indenização de R$ 300 mil por danos morais – e como forma de disciplina – a dois jovens que tiveram seu pai morto após atropelamento, depois que foi abandonado pelo motorista no meio da viagem, na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348). A decisão foi publicada nesta quarta-feira (10).

De acordo com TJSP, o fato foi em 31 de janeiro de 2013, quando o homem saiu da rodoviária de Araraquara (SP), com seus dois filhos, e seguia viagem para a capital paulista, onde deveria desembarcar na Rodoviária do Tietê.

Ainda de acordo com o TJSP, durante a viagem, um policial militar, que estava a bordo, teria se irritado porque a vítima conversava num tom alto, e solicitou que o homem ficasse quieto, ao longo do percurso. Mas o homem continuou a conversar em tom alto.

Ainda de acordo com testemunhas, o policial militar solicitou ao motorista do ônibus que deixasse o homem na rodovia. Com isso, o motorista atendeu à ordem do PM, parou o ônibus e o abandonou na Bandeirantes. Com isso, o homem acabou sendo atropelado e morreu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui