BR 386 terá 265 quilômetros privatizados, entre Carazinho e a região metropolitana. Expectativa é que empresa vencedora assuma em 120 dias

O leilão da concessão da Rodovia BR-386, que passa por Carazinho e Tio Hugo na região Norte, está programado para ocorrer em 1o de novembro. A via que liga o Norte gaúcho até a região metropolitana de Porto Alegre faz parte de um pacote de rodovias federais por meio da concessão da Rodovia de Integração Sul (RIS), que engloba as BRs 386, 448, 101 e 290 no Estado. O empreendimento faz parte do Programa Avançar Parcerias, da Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do Governo Federal. Ao total, a concessão contempla 473,4 quilômetros pelos próximos 30 anos.

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), com a previsão de leilão para o início de novembro, a expectativa é que a empresa vencedora assuma a rodovia até 120 dias, ou seja, fevereiro de 2019. A assessoria de imprensa da ANTT informou que a previsão de tempo está dentro do cronograma que havia sido publicado no Diário Oficial da União, ainda em julho deste ano.

A expectativa pela concessão aumentou após trâmites sobre o projeto no primeiro semestre deste ano. Ele passou pela fase de estruturação, que foi aprovada após análise do Tribunal de Contas da União (TCU). O trecho receberá, um ano após o início da concessão, o total de quatro praças de pedágio. No total, nas quatro BRs, são sete praças de pedágios. A previsão de cobrança para os motoristas é somente para o início de 2020. Segundo o edital, a tarifa-teto definida para o leilão é de R$ 7,24 para cobrança bidirecional (nos dois sentidos da rodovia). A concessão consistirá na exploração da infraestrutura e na prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação e implantação de melhorias.

Fonte: http://diariodamanha.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui