Este é o terceiro ano que o evento é realizado no município. Motoristas puderam fazer exames clínicos gratuitos durante três dias.

O programa ‘Parada Legal’ atendeu 823 caminhoneiros de 17 a 19 de maio no posto de combustíveis Aldo Locatelli, em Cuiabá, na BR-364. O evento realizado pela Concessionária Rota do Oeste em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), faz parte das atividades do “Maio Amarelo”, movimento internacional que tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito.

No primeiro dia (17/05), foram 276 participantes; no segundo (18/05), 284 e no último dia do evento participaram 263 pessoas. O resultado foi acima do esperado, na avaliação do coordenador de sustentabilidade da Rota do Oeste, Pedro Ely. “Batemos o recorde de participantes no terceiro ano que o programa é realizado em Cuiabá. Para as próximas edições, queremos fazer um cadastro para que eles acompanhem a evolução dos resultados de seus exames”, conta.

Os caminhoneiros e toda a comunidade puderam fazer exames clínicos gratuitos, como aferição pressão, testes de glicemia e colesterol, além de checar como anda a visão. Também foi oferecido corte de cabelo, massagem e consultas à situação da carteira de motorista com uma equipe do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran). A PRF ministrou ainda palestra educativa sobre o tráfego nas rodovias. Os participantes ainda responderam uma pesquisa em que puderam opinar sobre as melhorias que podem ser feitas no trecho sob concessão.

Também foi a primeira vez que Gilmar Silva Castro, 36 anos, participou do Parada Legal. Caminhoneiro há 15 anos, ele é de Frutal (MG) e estava em Cuiabá para descarregar uma carga quando soube que o ‘Parada Legal’ aconteceria no posto de combustíveis. “Acho interessante, pois a maioria dos motoristas não faz exames e aqui pode descobrir alguma alteração e buscar tratamento”, afirma.

Segundo Alessandro Dorileo, responsável pela área de saúde da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que participa de programas de atendimento à saúde de caminhoneiros desde 1999, eventos como esse são importantes para que eles passem por um check up completo e tenham acesso a orientações para ter uma vida mais saudável. “A alimentação errada e a falta de exercícios, associados ao trabalho na boleia do caminhão, onde passam até 12 horas sentados, traz consequências ao longo dos anos, à medida que envelhecem”, comenta.

As próximas edições do ‘Parada Legal’ ocorrem em novembro em Sorriso e em outubro em Nova Mutum.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui