Será implantada no próximo dia 10 de setembro (terça-feira), às 11h, na Estação Rodoviária de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, a máquina de autoatendimento para a venda de passagens. A previsão da Diretoria de Transportes Rodoviários do Daer (DTR) é de que este teste tenha durabilidade de no mínimo 90 dias, para então dar início à elaboração do edital e posteriormente a licitação. O lançamento, que estava previsto para o dia 03 de setembro, foi transferido em respeito às vítimas do alagamento ocorrido no município durante o mês de agosto.

O protótipo servirá de base para pesquisas de comportamento do usuário do transporte rodoviário de passageiros e também para desenhar o modelo licitatório de concessão para futura exploração dos terminais, que deverão ser conhecidos como postos de venda. Para isso serão ouvidos todos os conselheiros que compõem o Conselho de Tráfego e que representam o governo do Estado, bem como as entidades ligadas ao sistema de transporte rodoviário, sendo fundamental também a contribuição da Agergs como órgão regulador do sistema.

A DTR estudou esta possibilidade no período de licitação para a concessão dos Terminais Rodoviários do Estado, tendo em vista que a maioria das rodoviárias de 4ª categoria deu deserta, ou seja, não apareceram interessados devido à baixa atratividade econômica. “Com essa tecnologia é possível trazer um serviço de qualidade para a população, sustentabilidade para os empreendedores e ainda poderemos atender a todo o Estado, inclusive em municípios que ainda não contam com terminais rodoviários” afirma o Diretor de Transportes Rodoviários, Saul Sastre.

Em um futuro breve todas as rodoviárias do RS também deverão contar com a nova tecnologia, a qual vende passagens ida e volta, aceita cartões de débito, crédito e dinheiro em espécie, inclusive com o fornecimento de troco. Todas as máquinas serão interligadas a uma central instalada na Superintendência de Terminais Rodoviários (STR-DTR), que terá em tempo real todas as informações do sistema, permitindo assim uma melhor gestão. Não haverá custos extras para os usuários nem para os municípios, todo o sistema será bancado pelos 11% de comissão da venda de passagem destinado aos terminais como taxa de embarque.

As licitações prosseguem

A primeira etapa da licitação dos 273 Terminais Rodoviários do Estado foi concluída em abril deste ano e os novos contratos terão validade de 20 anos, contados a partir da publicação do vencedor no Diário Oficial do Estado (DOE). Nesta fase, o Daer recebeu os projetos dos interessados nas concessões das rodoviárias, os quais seguem em análise pela Diretoria de Transportes Rodoviários (DTR).

Para as Estações de 4ª categoria, localizadas em municípios menores, que tiveram em média 60% de licitações desertas devido à baixa atratividade econômica, estão sendo reabertos novos processos licitatórios.

A Rodoviária de Garibaldi foi a pioneira na assinatura do contrato com o vencedor da licitação (Estação Rodoviária de Garibaldi Ltda.). O ato ocorreu em maio deste ano na Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado. As demais assinaturas de contratos seguem acontecendo.

Recentemente foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) os Terminais de Osório e Tramandaí (1ª categoria); Canela, Taquara, Guaporé, Candelária e Dom Pedrito (2ª categoria); Pinheiro Machado, Nova Petrópolis, Nova Prata, Cerro Largo, Chuí, Barra do Ribeiro, São Sebastião do Caí e Tenente Portela (3ª categoria), para a republicação do edital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui