A partir da 0h deste sábado, 20 de setembro, quem trafegar pela BR-163 em Mato Grosso, entre os municípios de Itiquira e Sinop, contará com os serviços operacionais da concessionária Rota do Oeste. Serão 850 quilômetros (inclusive nos trechos a serem duplicados pelo DNIT) assistidos por uma equipe de aproximadamente 500 pessoas e mais 73 veículos especiais, entre eles 13 ambulâncias de resgate, cinco ambulâncias UTI, 26 guinchos, sendo 18 para veículos leves e oito para pesados, além de 19 viaturas que irão percorrer todo o trecho 24 horas por dia para fazer a inspeção do tráfego.

Todas as operações serão controladas pelo Centro de Controle de Operações (CCO), localizado em Cuiabá, responsável por atender as solicitações e enviar o recurso necessário para atender a demanda. O contato com o CCO pode ser feito pelo telefone 0800 065 0163 ou por meio das 18 bases do Sistema de Atendimento ao Usuário (SAU) instaladas às margens da rodovia a cada 47 quilômetros. Em março de 2015, todas as bases estarão equipadas com um terminal eletrônico de atendimento, que colocará o usuário em contato direto com o CCO. Outra alternativa é comunicar os inspetores de tráfego que, a cada 90 minutos, passam pelo mesmo ponto da rodovia para supervisionar todo o trecho.

O diretor-geral da Rota do Oeste, Paulo Meira Lins, afirma que a partir deste sábado Mato Grosso passa a receber um novo tipo de tratamento e atendimento para quem trafega pela BR-163 e que nos próximos 30 anos esta será a realidade na região. “Vamos iniciar os serviços operacionais e com isso dar maior fluidez ao tráfego da rodovia e garantir aos usuários os socorros mecânico e pré-hospitalar. Além disso, vamos estar à disposição por meio do CCO e da Ouvidoria para receber sugestões, reclamações e elogios que ajudem na qualidade dos serviços oferecidos”.

Parceira da concessionária, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também terá contato direto com o CCO e, sempre que for acionada, por meio do 191 para alguma ocorrência, poderá comunicar a Rota do Oeste. O superintendente da Polícia, Arthur Nogueira, explica que o trabalho será realizado em conjunto e, assim que a rodovia estiver 100% monitorada por câmeras, haverá um representante da Polícia Rodoviária Federal dentro do CCO. “A união da PRF com a Rota do Oeste vai permitir que os trabalhos sejam realizados de forma rápida e mais eficiente. Reduzindo o tempo de resposta às vítimas e dando agilidade na liberação de pista”.

Assistência-na-pista-da-Rota-do-Oeste

Os serviços estarão disponíveis todos os dias da semana, 24 horas por dia e não têm nenhum custo adicional ao usuário. A Rota do Oeste é responsável pela operação ao longo de 850 quilômetros da BR-163 em Mato Grosso pelos próximos 30 anos, período de vigência do contrato de concessão da rodovia. A concessionária, controlada pela Odebrecht TransPort, também irá realizar a duplicação de 450 quilômetros do trecho, além dos trabalhos de manutenção, conservação e recuperação. As obras nos demais 400 quilômetros estão sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e deverão ser entregues à Rota após a conclusão da duplicação.

Conheça os serviços operacionais:

Atendimento pré-hospitalar

Um total de 18 ambulâncias ficará de prontidão para atender vítimas de acidentes ao longo da BR-163. Cinco delas são UTIs móveis, ou seja, contam com um médico em sua tripulação, além de um enfermeiro e um motorista socorrista. Nas ambulâncias de atendimento, a tripulação também é de três pessoas, sendo dois enfermeiros e um motorista socorrista. Cada ambulância ficará estrategicamente localizada em uma base de atendimento, a fim de chegar com maior agilidade ao local do acidente.

Inspeção de Tráfego

A cada 90 minutos uma viatura da Rota do Oeste poderá ser vista passando por um determinado local. Isso porque 19 veículos estarão constantemente circulando pela rodovia para inspecionar o tráfego e as condições na pista e na faixa de domínio.

O trabalho dos inspetores de tráfego é para evitar que incidentes e acidentes aconteçam ou para o acionamento mais rápido de atendimento, quando necessário. Eles trabalham com radiocomunicador e estão constantemente conectados com as bases de atendimento e com o CCO.

O diretor de operações da concessionária, Fábio Abritta, explica que todos os integrantes das equipes operacionais passaram por capacitação e foram treinados para agir de maneira rápida e eficiente. “Os inspetores, por exemplo, estão qualificados para identificar situações que podem vir a causar algum impacto no fluxo normal, como animais de grande porte à margem da rodovia ou um veículo impedindo o tráfego”.

Socorro Mecânico

No intuito de evitar acidentes e possibilitar que os usuários recebam atendimento adequado, serviços de resgate mecânico serão oferecidos ao longo da BR-163. Os guinchos são responsáveis por fazer a remoção de veículos que por algum motivo não podem se locomover. São 18 guinchos leves, para veículos de passeio e oito guinchos pesados, para caminhões e carretas.

Os usuários que precisarem de socorro poderão acionar o serviço pelo 0800 ou esperar até que o veículo de inspeção de tráfego passe pelo local e solicite o serviço. A remoção será feita até o posto de serviço mais próximo, para que o proprietário fique em local seguro até a contratação de um serviço especializado. Além de garantir a segurança, a remoção também evita que um acidente seja provocado pelo veículo parado na pista ou no acostamento.

Caminhão para apreensão de animais

Acidentes poderão ser evitados com a atuação dos caminhões para apreensão de fauna. Cinco veículos possuem capacidade para fazer a captura de animais de grande porte que circulam pela rodovia ou feridos. Estes animais serão apreendidos e levados para o local mais adequado.

No caso de equinos e bovinos, por exemplo, serão conduzidos até centro de zoonoses do município, onde aguardarão o resgate por parte do proprietário. Animais encontrados com algum tipo de ferimento serão levados para hospitais ou clínicas veterinárias.

Caminhões Pipa

O elevado índice de queimadas e incêndios em Mato Grosso motivou a aquisição de cinco caminhões pipa que serão utilizados no combate ao fogo às margens da rodovia ou na lavagem da pista, quando necessário.

Bases SAU de atendimento

Os usuários poderão contar com o apoio de 18 bases do Sistema de Atendimento ao Usuário (SAU) localizadas ao longo de todo o trecho concedido. Elas estão instaladas a cada 50 quilômetros e antes de cada uma haverá placa para comunicar a presença de um ponto de atendimento.

As bases abrigam as equipes e seus instrumentos de trabalho que atuam na BR-163 e também atendem os usuários que precisam fazer algum comunicado, sugestões ou reclamações.

Sistema de Monitoramento Eletrônico

Em um prazo de um ano meio, toda a BR-163 sob concessão estará monitorada eletronicamente por meio de câmeras. Serão 499 unidades instaladas a cada dois quilômetros que irão monitorar o tráfego 24 horas por dia. As imagens serão transmitidas simultaneamente para o CCO, onde os operadores irão acompanhar e identificar pontos de interrupção no trânsito, acidentes ou outros eventos que possam atrapalhar a fluidez.

O contorno de Cuiabá, porém, ainda este ano será 100% monitorado. As câmeras já estão sendo instaladas e até dezembro as imagens estarão disponíveis. Enquanto não há energia elétrica e cabo de fibra ótica ao longo de todo trecho concedido, as câmeras irão funcionar a partir de placas solares e as informações transmitidas via rádio.

Com as imagens da rodovia, o CCO poderá manter os usuários informados sobre o trânsito com o envio de comunicados por meio dos Painéis de Mensagens Variáveis (PMV) fixos e móveis. Os painéis móveis chegam ainda este mês na concessionária e os fixos serão instalados a partir de fevereiro de 2015.

Ouvidoria

Outro recurso disponível aos usuários será a Ouvidoria. Por meio do telefone 0800 065 0163 será possível solicitar informações, orientações ou registrar reclamações, elogios e sugestões. Todos os atendimentos serão registrados e encaminhados para área correspondente. Para os usuários com problemas auditivos o número para atendimento é 0800 642 0163.

Outro meio para acessar a ouvidoria é o site da concessionária www.rotadooeste.com.br ou pelos livros de registro localizados nas bases Sistema de Atendimento ao Usuário (SAU).

Serviços Operacionais em Números

  • 18 Guincho Leves
  • 08 Guinchos Pesados
  • 13 Ambulâncias de Resgate
  • 05 UTIs Móveis
  • 19 Veículos de Inspeção
  • 05 Caminhões-Pipa
  • 05 Veículos de Apreensão de Animais
  • 18 Bases de Atendimento
  • 01 Centro de Controle Operacional
  • Ouvidoria: 0800 065 0163
  • Fonte: Ascom da Rota do Oeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui