Nova Mutum recebeu R$ 1 milhão, no primeiro semestre, correspondente ao ISS da praça de pedágio da concessionária que administra a BR-163 e cobra pedágio no trecho do perímetro urbano. A arrecadação mensal da prefeitura é de R$ 187,5 mil mensais. O presidente da câmara, vereador Airton Pessi, solicitou que o executivo aplique os recursos do ISS gerados pelo pedágio na construção das agulhas (que são pistas de mão única posicionadas a direita da rodovia e que dão acesso as perimetrais) de acesso e retornos da rodovia BR-163.

“Esta é uma alternativa para que a mobilidade urbana nos acessos da cidade sejam restauradas e possam contribuir na melhoria do trânsito e principalmente solucionar os problemas com o deslocamento para os comércios que estão localizados as margens da rodovia”, justificou o parlamentar após participar de reunião, em Cuiabá, no escritório da concessionaria onde foram reiteradas, pelas lideranças de Nova Mutum, a necessidade de serem abertos mais acessos no sentido BR-163 – Perimetral.

Foi solicitado mais um retorno na travessia urbana, nas próximas do frigorífico. As solicitações ainda estão sendo analisadas pela equipe técnica da Roda do Oeste e pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). “Essas ainda são medicas paliativas, tendo em vista que a real necessidade da travessia urbana de Nova Mutum é a construção de viaduto e outros dispositivos que facilitem a travessia sentido leste – oeste”, reforça o presidente, através da assessoria.

Fonte: www.sonoticias.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui