ATÉ 2023: O novo diretor Davi Barreto, que tem mandato até 18 de fevereiro de 2023, quer ajudar a ANTT a ser reconhecida como referência de regulação de qualidade no Brasil e no mundo. Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) empossou na manhã dessa quarta-feira (26), o novo diretor Davi Ferreira Gomes Barreto, que terá mandato até 18 de fevereiro de 2023. Em 5 de junho passado, o Diário Oficial da União (DOU) publicou a nomeação de Davi Barreto, após sabatina e aprovação no Senado.

No discurso de posse, o diretor Davi Barreto, que sucedeu a Sergio de Assis Lobo, falou sobre o futuro da ANTT. “Terei a oportunidade de participar de um momento ímpar para a infraestrutura brasileira, seja pelo arrojado plano de investimentos que o Governo Federal coloca na praça, seja por toda a discussão legislativa para as agências reguladoras que traz critérios mais objetivos para seleção de seus dirigentes, que eleva as exigências no que tange à transparência, ao compliance, à integridade, aos impactos regulatórios, e que, de certa forma, eleva a governança regulatória nacional aos melhores padrões internacionais.”

“As agências são entidades de Estado, capazes de trazer segurança com a promoção de regulação técnica e autônoma dentro dos limites estabelecidos em legislação. E é principalmente nesse aspecto que eu espero contribuir e ajudar a ANTT a ser reconhecida como referência de regulação de qualidade no Brasil e no mundo”, enfatizou o novo diretor.

 

Boas-vindas

O diretor-geral da ANTT, Mario Rodrigues Junior, deu as boas-vindas ao novo diretor. “Tenho certeza que estamos ainda mais fortes, agora com a sua chegada e a diretoria colegiada completa, para os desafios que estão em nossos horizontes. Temos muito trabalho pela frente! E vamos juntos garantir o desenvolvimento da infraestrutura no país e melhorar a qualidade do transporte para a população brasileira”, afirmou.

Currículo

Davi Ferreira Gomes Barreto é graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e mestre em Regulação pela Universidade de Brasília (UNB).

Exerceu o cargo de auditor federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (TCU) entre 2008 e 2017, atuando em auditorias de desempenho e conformidade em vários órgãos da Administração Pública Federal, em temas como a regulação de infraestrutura, concessões, gestão fiscal, planejamento e orçamento governamental.

No Tribunal de Contas do Ceará (TCE/CE), foi empossado no cargo de conselheiro substituto em 3/7/2017. Em 12/12/2017, foi eleito para o cargo de ouvidor da Corte de Contas no biênio 2018/2019.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui