Depois de realizar vários recalls durante este ano no Brasil, a Volvo deve realizar em breve mais um. Principalmente depois que o NHTSA (National Highway Transportation Safety Administration), órgão veiculado ao governo norte-americano e que regula a segurança viária do país, está convocando os proprietários de vários de seus modelos. Ao todo, 6.046 veículos, entre eles os sedãs S60 e S80, o crossover XC60 e o utilitário esportivo XC70, todos modelos 2011, estão sendo convocados.

De acordo com a NHTSA, o parâmetro de desligamento do sistema de alimentação é muito sensível e sob certas condições pode fazer com que o motor pare repentinamente, elevando o risco de acidentes. O atendimento aos convocados deste recall terá início no próximo dia 10 de dezembro e o serviço é gratuito.

Na semana passada a Volvo anunciou no Brasil recall envolvendo o XC60, a perua V50 e o hatchback C30. Dez unidades do XC60, modelos 2009 a 2011, foram convocadas por falha na montagem dos airbags tipo cortina. Já 271 exemplares do C30 e apenas um do V50, também modelos entre 2009 e 2011, terão de atualizar o software do motor pois há risco de o conjunto desligar subitamente.

A Volvo realiza mais recalls que as montadores instaladas no Brasil. A provável razão é que a empresa é mais rigorosa com as questões de segurança, além das convocações realizadas aqui serem fruto de investigações realizadas no exterior, em particular nos EUA e Europa, onde o controle com relação a problemas envolvendo segurança é maior.

No Brasil ainda não existe um órgão estruturado para investigar defeitos graves de fabricação. Nos raros casos recentes em que isso ocorreu, a participação de órgãos como Denatran e DPDC foi mais fruto de repercussão de matérias na imprensa com denúncias graves do que iniciativa dos órgãos.


DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui