'Pane seca' ou falta de combustível está em terceiro lugar no ranking de problemas nas estradas. Foto: Acervo Triunfo Transbrasiliana

Entre os principais problemas nos veículos em viagens, estão pane mecânica, pneu furado e falta de combustível; este, por sua vez, passível de multa, segundo o CTB

Viajar pelas estradas brasileiras é sempre uma grande satisfação, seja para festejar o novo ano que está chegando, seja para passar as férias com a família. Mas, nem tudo são flores. Basta um imprevisto e a programação vai por água abaixo. Algumas surpresas nem sempre são bem-vindas, como, por exemplo, uma pane no motor do carro.

Pensando nisso, o Estradas conversou com seis concessionárias de rodovias do Brasil e descobriu quais são os principais problemas que podem surgir durante a viagem. Eles servem de alerta para que você não seja surpreendido neste feriado de Ano Novo.

Começamos com uma das concessionárias que recebe um tráfego de, aproximadamente, 900 mil, em média, por dia: a Autoban. Responsável pelo Sistema Anhanguera-Bandeirantes, que liga a capital paulista ao interior do estado, a empresa atendeu, de janeiro a 25 de dezembro deste ano, a 62,538 veículos com problemas mecânicos; 16 mil com pneus furados, 4,2 mil com superaquecimento no motor e, por incrível que pareça, 7.572 veículos que estavam sem combustível. Esta ‘pane’ é passível de multa de infração de trânsito, segundo o artigo 180 do Código de trânsito Brasileiro (CTB).

Pane mecânica é a campeã nos atendimentos. Mas, as ‘panes secas’ são decorrentes de irresponsabilidade de alguns motoristas. Esse tipo de problema pode gerar multa média, quatro pontos na CNH e remoção do veículo, segundo o CTB. Foto: Clóvis Ferreira/Autoban

De acordo com o CTB, a infração é considerada média e o veículo pode ser apreendido. Portanto, se você não quiser passar por uma situação, no mínimo, constrangedora, abasteça seu veículo antes de pegas a estrada.

Além desses problemas, a Autoban também se deparou com veículos que tiveram panes elétricas e a bateria descarregada. Juntos, somaram 5.343 atendimentos.

Segundo a concessionária, neste feriado de Natal, o aumento nos atendimentos foi 33% superior, se comparado a dias normais.

A empresa se preparou, para este fim de ano e as férias escolares, com equipes especializadas que percorrem as rodovias para fiscalizar o tráfego, oferecer socorro mecânico emergencial, realizar remoção de veículo e promover socorro médico com atendimento pré-hospitalar.

De repente, o carro para. Problemas elétricos são a quinta maior causa dos acionamentos nas rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes. Foto: Clóvis Ferreira/Autoban

Caso o usuário necessite de ajuda, ele pode acionar o serviço por meio dos telefones de emergência, a cada quilômetro nas rodovias, ou pelo 0800 055 55 50.

Na ViaOeste, do Sistema Castello-Raposo, o cenário não é diferente. A empresa atendeu na Operação Natal, entre sexta-feira (21) e terça-feira de Natal (25), a 854 aos usuários. Destes, 73% foram por pane mecânica (625 casos), uma média de 1 a cada 12 minutos. Outros 90 foram por veículos com pneus furados, 40 carros foram atendidos com superaquecimento no motor, 38 com falta de combustível, 31 com problemas elétricos e 30 veículos com as baterias descarregadas.

Rodoanel

No Rodoanel, o acionamento aos recursos gratuitos da empresa que administra o Trecho Oeste foi, no período da Operação Natal, entre sexta-feira (21) e terça-feira, dia de Natal (25), de 405 atendimentos aos usuários.

Quase 80% dos atendimentos (316) foram por problemas mecânicos. Além disso, a empresa atendeu a 37 casos envolvendo veículos com pneus furados, 17 com superaquecimento no motor, outros 17 com ‘pane seca’, 12 com falhas elétricas e seis com bateria descarregadas.

Para que a viagem termine bem, é preciso prevenção. Portanto, antes de pegar a estrada, faça um check list dos itens de segurança e abasteça o veículo. Foto: Clóvis Ferreira/Autoban

Nova Dutra

A empresa Nova Dutra, que cuida da Rodovia Presidente Dutra (Br-116), entre São Paulo e Rio de Janeiro, atendeu durante a Operação Especial de Natal a 2.155 usuários, entre sexta-feira (21) e terça-feira (25), dia de Natal.

Deste total, 51% (1.104 atendimentos) corresponderam à pane mecânica, seguida por pneus furados (249 atendimentos) e pane seca (119 atendimentos). Outros problemas que a concessionária registrou foram superaquecimento do motor, com 92 acionamentos, bateria descarregada, com 52 atendimentos e panes elétricas, que tiveram 48 veículos atendidos.

Segundo a concessionária, nos últimos feriados a classificação dos problemas constatados nos veículos não se alterou, ou seja, do primeiro ao quinto tipo de atendimento nada mudou.

A concessionária possui serviço de guincho onde retira o veículo da área de risco, rodovia, e encaminha para o posto de serviço mais próximo onde ele pode solucionar o problema do veículo. A concessionária mantém 11 bases operacionais e 500 colaborares atuando em escala de revezamento para atender aos usuários da via Dutra.

Transbrasiliana

A concessionária Triunfo Transbrasiliana, responsável pela administração da BR-153, recebe diariamente tráfego pesado, por conta do corredor logístico. E, diferente de outras concessionárias, os problemas enfrentados pelas equipes de atendimento não se alteram significativamente. Entre os problemas mais comuns que são registrados na rodovia, está a pane mecânica.

Além do atendimento mecânico,a Transbrasiliana oferece serviço de primeiros socorros. Foto: Acervo Triunfo Transbrasiliana

Segundo a empresa, os usuários têm à disposição o Serviço de Informações e Emergências, que funciona 24 horas por dia, que recebe pedidos de socorro mecânico, atendimento médico de emergência, combate a focos de incêndio e apreensão de animais ao longo do trecho de concessão.

O serviço emergencial pode ser acionado por meio do telefone 0800 72 30 153 ou por meio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), e viaturas de inspeção de tráfego espalhadas pelo trecho. Além disso, os motoristas têm também 122 câmeras de monitoramento, que colaboram na agilidade da prestação dos serviços. Informações: 0800 770 53 53.

Rota do Oeste

Segundo estatísticas, os motoristas possuem o mesmo comportamento, independente da região em que vivem. Essa é a constatação da reportagem do Estradas. Independente do estado no qual dirigem, a falta de combustível está entre as três primeiras “panes” que os veículos apresentam nas rodovias.

Por outro lado, a concessionária Rota do Oeste, que administra a BR-163, no Mato Grosso, enfrenta esse mesmo dilema com seus usuários, mas o Natal não foi o período de maior incidência.

A falta de combustível, os problemas com freios e falhas no motor foram alguns dos principais atendimentos que a empresa fez no último feriado. Entre os dias 21 e 25 de dezembro (Natal), os chamados para esse tipo de ocorrência corresponderam a 47% das quase 1,5 mil ocorrências registradas. Ao todo, foram 710 casos. Em, cerca de, 70% dos atendimentos, a pane mecânica foi a mais frequente.

Na opinião do gerente de Operações da concessionária, Wilson Ferreira, apesar de significativo, o índice é positivo, uma vez que há registro de feriados anteriores neste ano em que a taxa de atendimentos a panes foi de até 88%.

De acordo com o gerente de Operações da concessionária, Wilson Ferreira, apesar de significativo, o índice é positivo, uma vez que há registro de feriados anteriores neste ano em que a taxa de atendimentos a panes foi de até 88%.

“O resultado é fruto da conscientização de condutores que têm aumentado os cuidados com os veículos antes de seguirem viagem. A Concessionária sempre faz o alerta quanto à importância da revisão dos veículos e itens de segurança.

Pelo que pudemos notar, no final de ano, houve essa preocupação maior por parte dos motoristas, que tiveram mais cautela e atenção a esses cuidados”, disse.

Neste ano, o Natal teve um dia mais, se comparado ao de 2017; Entretanto, este ano foi contabilizado a mesma quantidade de acidentes na rodovia.

No período, foram 54 ocorrências, sem registro de óbito. O número de vítimas envolvidas em acidentes caiu em 5%, com 40 pessoas atendidas.

Os dias com a maior quantidade de acidentes foram sábado (22) e domingo (23), quando o fluxo de veículos na BR-163 foi mais intenso. Nesses dias, foram 33 ocorrências, o que representa 61% do total em todo o feriado.

Ano Novo

Para o feriado de Réveillon, a Rota do Oeste manterá sua estrutura operacional ao longo dos 850,9km da BR-163 sob concessão. Os serviços são realizados em 18 bases de atendimento ao usuário, 18 ambulâncias, sendo cinco delas com UTI móvel, 19 veículos de inspeção de tráfego e 5 caminhões-pipa para combate a incêndios.

A Concessionária também mantém em funcionamento o Centro de Controle Operacional (CCO). Informações: 0800 065 0163.

Diante dessas amostras, é possível tomar algumas medidas que provavelmente irão evitar surpresas desagradáveis, como: abastecer o veículo, verificar o sistema, os freios e os documentos.

Afinal, viajar pelas estradas brasileiras é um passeio e tanto, mas se tiver prudência ela se tornará mais segura e prazerosa. Boa viagem e Feliz 2019!

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui