FLAGRANTE: PRF do Pará flagrou dois homens na BR-316, em Cachoeira do Piriá, transportando comprimidos de azitromicina sem nota fiscal e autorização. Foram presos. Foto: Divulgação

Segundo os agentes, ocupantes do veículo ficaram nervosos no momento da fiscalização e foram presos

A fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), do Pará, flagrou durante a tarde de quarta-feira (6), no Km 239 da BR-316, em Cachoeira do Piriá (PA), por volta das 16h30, um veículo Fiat Strada Working, cor vermelha, parado no acostamento da rodovia. Após abordagem, foi solicitado os documentos dos ocupantes e do veículo. Porém, de acordo com a PRF, os policiais notaram nervosismo por parte dos abordados.

Ainda de acordo com a PRF, diante dos fatos, a equipe decidiu aprofundar a busca pessoal e veicular. Na busca no interior do veículo, atrás do banco do passageiro, foram localizadas diversas caixas do medicamento Azitromicina DI-Hidratada, em embalagem hospitalar, com venda proibida no comércio.

Segundo a PRF, foi solicitado ao condutor o documento autorizador do transporte daquele medicamento, junto com a nota fiscal do produto, e o motorista disse que não possuía, e alegou ter recebido o medicamento em Carutapera (MA), de um indivíduo que ele conhece apenas como Miquéias. Ainda segundo o condutor, o medicamento seria transportado ao município de Capanema (PA), para venda em uma farmácia daquele município.

Diante disso, os agentes deram voz de prisão ao motorista, que foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Cachoeira do Piriá, pelo crime de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, previsto no Art. 273 do  Código Penal.

De acordo com a PRF, os medicamentos apreendidos foram cinco caixas, sendo quatro lacradas e uma com o lacre violado, com 50 cartelas cada, contendo dez comprimidos por cartela, totalizando 2.500 comprimidos do medicamento Azitromicina DI-Hidratada, ficaram com a Polícia Civil, conforme termo de apreensão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui