GOVERNO ESTÁ EMPENHADO: O ministro Sergio Moro disse que mesmo com poucos recursos, o governo federal tem feito o melhor para aumentar a segurança nas rodovias federais. "O Ministro da Justiça ressaltou a importância das ações planejada para o atendimento das necessidades da sociedade referente ao combate ao crime e à redução das mortes no trânsito", disse. Foto: Divulgação

Segundo o ministro Moro, os recursos são limitados, mas o governo pretender investir na segurança; “temos que extrair o melhor deles e utilizar cada vez mais inteligência policial, como tem sido feito”, disse

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nessa quinta-feira (2), os resultados parciais da Operação Lábaro. Estiveram presentes o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o diretor-geral da PRF, Adriano Furtado, e o diretor de Operações, João Francisco.

A operação, que teve início no dia 14 de março de 2019 já apresentou relevantes resultados. Foram apreendidas 18,37 toneladas de maconha, 2,11 toneladas de cocaína, 10,7 milhões de maços cigarros apreendidos, 155 armas de fogo e mais de 10 mil munições. Ao todo 666.095 veículos e 598.697 pessoas foram fiscalizados.

“Nós trabalhamos previamente com nivelamento de todos servidores, o que traz um ganho de capacitação, até o momento 703 PRFs. Eles passam a atuar com ação previamente planejada entre as áreas de inteligência e de operações. O resultado é bem satisfatório e tem colocado em pauta rotas dinâmicas do crime organizado. A polícia tem a possibilidade de atuar nessas rotas”, explicou Adriano Furtado.

O Ministro da Justiça ressaltou a importância das ações planejada para o atendimento das necessidades da sociedade referente ao combate ao crime e à redução das mortes no trânsito: “Os nossos recursos são limitados, gostaríamos que fossem maiores e vamos trabalhar para aumentá-los, mas temos que extrair o melhor deles e utilizar cada vez mais inteligência policial, como tem sido feito”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui