Em quatro horas de fiscalização, policiais rodoviários federais registraram velocidades superiores a 190 km/h

A primeira etapa das Operações Integradas da Polícia Rodoviária Federal, realizada em todo o País, terminou com 18.473 veículos surpreendidos com excesso de velocidade nas rodovias federais. Realizada nesta quinta-feira (27), em 152 pontos estratégicos, a ação é uma potencialização da fiscalização, que já é rotina da PRF.

O número é resultado da ocupação simultânea de 152 pontos estabelecidos no início da operação. De acordo com o assessor nacional de Comunicação Social da PRF, Diego Brandão, a importância da operação vai além da simples punição. “A presença dos policiais nas rodovias também resulta na formação de opinião das pessoas contribuindo para a construção de um trânsito seguro”, explica.

Os condutores flagrados em alta velocidade serão penalizados de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Para aqueles que estiverem com excesso de até 20% em relação ao limite, cabe multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Aos que forem pegos excedendo em mais de 20% até 50%, a multa é de 127,69 e cinco pontos na carteira. A punição mais grave é para os motoristas que transitarem em velocidade que exceda a permitida em mais de 50%, com multa de R$ 574,62, sete pontos na CNH e suspensão do direito de dirigir, uma vez que há previsão de agravante da infração gravíssima em 3 vezes, dada a gravidade da conduta.

O excesso de velocidade foi o tema escolhido para iniciar as Operações Integradas, pois é uma das principais causas de acidentes de trânsito no Brasil. Segundo o Coordenador-Geral de Operações, Silvinei Vasques, as ações da PRF vão até o fim do ano e contarão com fiscalizações específicas. “Nosso objetivo é sensibilizar os usuários das rodovias federais sobre os riscos que correm ao cometer uma infração. As próximas ações vão focar a ultrapassagem em local proibido, embriaguez e condutas irregulares com motocicletas”, destaca.

A próxima etapa das Operações Integradas será no dia 02 de setembro, quando a PRF realizará fiscalizações para coibir a ultrapassagem em locais proibidos, infração que pode resultar em acidentes com maior letalidade, que é a colisão frontal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui