FALTA DE BOM SENSO: A pesquisa revelou ainda que 43% dos consumidores que responderam já ter utilizado o serviço de aluguel de patinetes deram o aceite no aplicativo sem ler o termo de uso e a política de privacidade. Ao todo, 65% declaram que não sabiam utilizar o equipamento. Foto: Divulgação/Agência Brasil

Levantamento mostrou que usuário não lê regulamento e a maioria não sabe usar o equipamento

Uma pesquisa feita pela Fundação Procon-SP, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, mostrou que 28% dos 1.381 entrevistados declararam ter utilizado patinete elétrico. Dentre estes, 77% (302), o fizeram como meio de locação. Já entre os usuários que alugaram, 81% responderam que não utilizam equipamentos de segurança e 57% costumam transitar pelas ciclofaixas.

A pesquisa revelou ainda que 43% dos consumidores que responderam já ter utilizado o serviço de aluguel de patinetes deram o aceite no aplicativo sem ler o termo de uso e a política de privacidade. Ao todo, 65% declaram que não sabiam utilizar o equipamento.

Para 80% dos entrevistados o patinete elétrico é uma boa alternativa de transporte na cidade de São Paulo. Ao mesmo tempo, 72% defendem que exista algum tipo de regulamentação, tais como: locais para transitar e estacionar e uso de equipamentos de segurança.

O questionário sobre o uso de patinetes elétricos foi disponibilizado no site da fundação entre os dias 14 e 27 de maio. O objetivo foi identificar a percepção do consumidor, que utiliza ou não esse meio de locomoção, sobre a segurança e a oferta do serviço. Neste link é possível acessar o resultado completo da pesquisa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui