NOVIDADES: Fotos: Divulgação

Montadora ainda não definiu preços nem a data da chegada dos modelos

A Jeep confirmou nessa terça-feira (7) que lançará ainda este ano no Brasil as versões híbridas plug-in dos modelos Renegade e Compass, que foram apresentados no último Salão de Genebra. A montadora, porém, ainda não confirmou a data exata de lançamento nem os preços que serão praticados.

Além desses dois modelos, o Wrangler, modelo mais emblemático da empresa, também chegará ao país em versão híbrida que pode ser carregada na tomada.

De acordo com a Jeep, os três modelos serão importados da Itália, e terão os incentivos para veículos híbridos, ficando isentos do imposto de importação, além de sofrerem redução do IPI.

Ainda de acordo com a montadora, Renegade e Compass inclusive serão os primeiros modelos a usarem o novo motor 1.3 turbo da família Firefly aqui no Brasil.

TOMADA: Por serem híbridos plug-in, os modelos Renegade e Compass fazem a recarga da bateria também pela tomada.

Na versão híbrida, eles entregam 130 cavalos (para o Renegade) ou 180 cv (para Renegade e Compass). Este motor ainda é combinado com um elétrico, de 60 cv. Com isso, a potência combinada fica entre 190 cv e 240 cv.

O motor a gasolina é o responsável por tracionar as rodas dianteiras. Já o elétrico fica com as rodas traseiras. Até por isso, a Jeep batizou as versões híbridas de 4xe, em vez de 4×4.

De acordo com dados de fábrica, a autonomia usando apenas o motor elétrico é de 50 km, e a velocidade máxima que este propulsor é capaz de levar os modelos é de 130 km/h.

Ainda não há informações sobre a motorização do Wrangler. O trio marca o início da estratégia da FCA, dona da Jeep, de oferecer versões eletrificadas de todos os produtos até 2022. Caso não haja nenhum contratempo, o Renegade será o primeiro SUV compacto híbrido do mercado brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui