MENOS ACIDENTES: Operação Radar, na BR-163/PS tem como objetivo reduzir acidentes e preservar o pavimento. Fotos: Divulgação

Até maio deste ano, DNIT irá atuar na rodovia para evitar acidentes e preservar pavimento

O excesso de peso em caminhões é um grande risco à segurança de quem trafega nas rodovias brasileiras; e o combate ao abuso começa na fiscalização. Por conta disso, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), implantou recentemente na BR-163, no Pará, a Operação Radar, que tem como objetivo evitar a subida de caminhões com excesso de carga para os portos da região.

De acordo com o DNIT, a fiscalização é feita por meio de Unidade Móvel Operacional (UMO), que trabalha diariamente desde o início de março, com balanças portáteis estáticas e móveis dinâmicas, bem como seus equipamentos e sistemas associados capazes de aferir o excesso de peso nos veículos de carga.

Redução de acidentes

Além de evitar acidentes, a fiscalização intensiva na BR-163/PA visa também o aumento da segurança no tráfego e a diminuição nos danos do pavimento. A ação é uma estratégia integrada para escoamento da safra 2018/2019 e faz parte do conjunto de medidas definidas pelo Ministério da Infraestrutura e DNIT, em parceria com o Exército Brasileiro e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A operação, que teve início no dia 2 de dezembro de 2018 e segue até maio deste ano, traz uma série de ações, como bases operacionais nos principais trechos críticos da rodovia, localizados entre os municípios de Novo Progresso e Moraes Almeida; mobilização de mais de 900 pessoas de equipes do DNIT, Exército e PRF; implantação de sinalização específica para controle do tráfego; e envio de mais de 40 veículos e equipamentos especiais;

Trechos críticos

Além de todas as ações emergenciais de manutenção em andamento na rodovia, as equipes do DNIT e Exército Brasileiro estão realizando pavimentação temporária nos principais trechos críticos monitorados pela operação na BR-163/PA. Quatro serras passaram a contar recentemente com pavimentação asfáltica temporária: Serra da Paca, Serra do Moraes, Serra da Anita e Serra da Santinha.

Conclusão da obra

Após o período chuvoso, previsto para meados de abril, se dará continuidade aos serviços de pavimentação programados para a rodovia. A BR-163/PA deverá estar totalmente asfaltada até o final de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui