A Rodovia Transamazônica (BR-230) já foi a terceira mais longa do Brasil, com trechos muitas vezes que desaparecem na mata atualmente é a maior com quase 5 mil km.

Projetada no Governo Militar, entre 1969/1974,  nunca foi concluída de fato.

Abertura da Transamazõnica

Originalmente eram 4.223 km de extensão, mas atualmente o DNIT incluiu o trecho entre Lábrea, no Amazonas e Benjamin Constant no Acre, acrescentando mais 742km. O que não deixa de ser curioso, pois nunca terminaram a rodovia mas ampliaram sua extensão.

Atualmente são 4.965 km de extensão, que tem início no Nordeste,  na cidade de  Cabedelo, na Paraíba e término em Benjamin Constant, no Acre, cortando oito estados brasileiros: Paraíba, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará, Amazonas e Acre.

É classificada como rodovia transversal. Em grande parte, principalmente no Pará e no Amazonas, a rodovia não é pavimentada.

transamazonica

O trecho do Pará está sendo asfaltado e a promessa do Governo Federal é que esteja totalmente pavimentado até 2016. Para o povo da região, vale a lei de São Tomé: “ Só acredito vendo!”

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui