EDITORIAL – O Ministério dos Transportes, informou que os cerca de seis mil radares instalados nas rodovias federais concedidas continuarão operando, mas que a manutenção dos equipamentos será de responsabilidade das concessionárias e não mais do DNIT. Naturalmente que a receita gerada com as multas continua entrando no caixa do Governo. A ANTT paralelamente informou que , como esse custo de manutenção dos radares não está previsto nos contratos de concessão, os pedágios poderão ficar mais caros para manter o equilíbrio financeiro dos contratos.

ESTÃO PREPARANDO PARA BOTAR A MÃO NO BOLSO DO USUÁRIO DAS RODOVIAS. É simples entender como,,,,,

Os radares são um ótimo negócio para as concessionárias porque reduzem acidentes, consequentemente o custo do seu atendimento, dos danos materiais causados com destruição de defensas metálicas, muretas, placas, pavimento, sem contar a redução do custo do seguro que as concessionárias pagam. As concessionárias de rodovias foram beneficiadas com a colocação de radares feita com dinheiro público que não estava previsto no contrato de concessão. Esses benefícios decorrentes dos radares nunca foram considerados pela ANTT para reduzir o custo do pedágio. Agora vem essa conversa de aumentar o pedágio com a desculpa da manutenção dos radares. A ANTT está sempre preocupada com o interesse das concessionárias, já quanto ao cidadão…. quanta diferença….É melhor a sociedade ligar o radar e ficar atenta a essa manobra, caso contrário vai pagar o preço novamente. Os radares são importantes para manter as rodovias mais seguras e reduzir acidentes mas é inaceitável transferir o custo da sua manutenção para o pedágio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui